sexta-feira, 10 de agosto de 2018

Criança morre e médicos suspeitam de abuso sexual

Uma menina de um ano e dois meses, moradora da cidade de Lagoa Seca, Agreste da Paraíba, portadora de Síndrome de Down e cardiopata, morreu nessa quinta-feira (9), às 18h30, após dar entrada no Hospital da Criança e do Adolescente de Campina Grande.
Os médicos, após exames, suspeitaram que ela teria sido abusada sexualmente, por identificar uma dilatação anormal nas partes íntimas da criança. O conselho tutelar de Lagoa Seca disse que se mantém atento ao caso e à suspeita de maus tratos contra a irmã da criança, uma menina de sete anos.
Após a suspeita, a mãe da criança, de 44 anos, registou um boletim de ocorrência, sobre um possível abuso sexual e solicitando o encaminhamento para o Núcleo de Medicina e Odontologia Legal de Campina Grande (Numol) para exames. O material foi encaminhado para o laboratório forense e o resultado só estará pronto após 30 dias.
O conselho tutelar pediu cautela até que a investigação seja concluída, mas chamou atenção para a segurança da irmã da criança, que tem sete anos. A criança mais velha pode estar passando por negligências e violências psicológicas.
“O que chega aqui é sigiloso, mas já tínhamos começado um acompanhamento a essa família”, afirma o conselho tutelar da cidade. “Não se sabe ainda se existe esse abusador ou não”, conclui.
O delegado da Polícia Civil de Lagoa Seca, Cícero Pereira, ainda está tomando informações sobre o caso. “Vamos saber alguma coisa quando iniciarmos o procedimento, imediatamente”, explicou.
*Com informações de Sandra Macedo, da Rede Correio Sat
fernando coutinho naçãoruralista


← ANTERIOR PROXIMA → INICIO

0 Comments:

Postar um comentário

MUSEU VIRTUAL DA NAÇÃO

MUSEU VIRTUAL DA NAÇÃO
FREI CIRILO, ZEZO COUTINHO E BIBI MARACAJÁ

Editorial