terça-feira, 12 de junho de 2018

Dez pessoas são feridas por agulhas no Parque do Povo

Dez pessoas foram atendidas no Hospital de Trauma de Campina Grande após relatarem ter sido vítimas de ferimentos por agulhas enquanto circulavam pelo Parque do Povo. Os atendimentos aconteceram desde o último sábado (9). As agressões foram registradas no fim de semana de abertura do Maior São João do Mundo.
De acordo com a infectologista do Hospital de Trauma de Campina Grande, Priscila Sá, o procedimento padrão para o caso foi adotado pela equipe médica do local.
“As pessoas agredidas foram atendidas pela equipe médica e foi adotado o procedimento padrão para a prevenção das doenças infecciosas, visando principalmente evitar a infecção pelos vírus da hepatite B e HIV”, disse Priscila Sá.
Ainda segundo a especialista, não dá para saber se a agulha usada estava ou não contaminada, mas que o risco de contração dos vírus é baixo, de acordo com o que foi relatado pelas vítimas.
“Não se sabe se a agulha usada nas agressões estava ou não contaminada, mas a recomendação do setor de infectologia do hospital, é que apesar do baixo risco de se contrair esses vírus da maneira como ocorreram os relatos, nossa responsabilidade é proteger essas pessoas contra uma possível infecção, viabilizando o acesso às medicações para isso”, disse a médica infectologista Priscila Sá.
Ela também explicou como é o procedimento adotado em casos como esse. “A equipe atende as pessoas, fornece a medicação para as primeiras 48h e depois encaminha as vítimas para um serviço fornecido pela cidade, onde as pessoas pegarão o resto das medicações para o tempo que precisarem fazer o uso delas”, completou.
Portal Correio entrou em contato com a Polícia Militar, mas não obteve respostas sobre a ocorrência.
*Matéria atualizada com novo número de vítimas, às 23h do dia 11/06/2018.
NAÇÃORURALISTA.COM.BR
POR - FERNANDO COUTINHO


← ANTERIOR PROXIMA → INICIO

0 Comments:

Postar um comentário

Editorial