sexta-feira, 13 de abril de 2018

Ministério Público recomenda afastamento de prefeito de Pombal sem direitos políticos

Mais um processo do Ministério Público condena o prefeito de Pombal, no Sertão paraibano, Dr. Verissinho (MDB), acusado de conduta vedada e improbidade administrativa.
O juiz Antônio Eugênio informou na sua decisão que, depois de analisar o processo, certificou que existia uma verdadeira máquina de manipulação de licitações da prefeitura de Pombal com a intenção clara de dilapidar o patrimônio público.
O magistrado determinou como pena o afastamento de Verissinho das funções públicas, perda dos diretos políticos por quatro anos, além de multa. O juiz manda ainda a Câmara de Vereadores providenciar o afastamento do prefeito de imediato.
Na Vara Criminal, o prefeito já foi condenado a 10 anos de prisão. Ambas decisões necessitam de julgamento por um colegiado o que permite, pelo menos por hora, Dr. Verissinho ingressar com pedido de liminar e tentar se sustentar no cargo.
Paraiba.com.br


← ANTERIOR PROXIMA → INICIO

0 Comments:

Postar um comentário

Editorial