terça-feira, 3 de abril de 2018

'Leto Viana pode ter comprado seu mandato de prefeito', afirma PF; esquema tentou matar delator

Durante entrevista coletiva realizada nesta terça-feira (03), os investigadores da Polícia Federal revelaram que o material coletado na Operação Xeque Mate pode levar a conclusão de que o prefeito de Cabedelo, Leto Viana (PRP), comprou o seu mandato do ex-prefeito Luceninha em 2013.
A operação de compra teria tido suporte do empresário Roberto Santiago, cuja residência foi alvo hoje de mandados de busca e apreensão. Na coletiva concedida agora pela PF, investigadores revelaram que encontraram recibos na casa do empresário que serão periciados e investigados.
As autoridades revelaram que as investigações estão acontecendo há mais de um ano e que o aumento patrimonial dos implicados é completamente incompatível com os salários recebidos e classificaram os investigados como organização criminosa.
“Os paraibanos podem confiar que vamos pegar todos os que estão envolvidos”, arrematou um dos representantes da polícia. 

Paraiba.com.br


← ANTERIOR PROXIMA → INICIO

0 Comments:

Postar um comentário

Editorial