segunda-feira, 26 de março de 2018

Goleiro brilha, Fluminense vence Botafogo e é campeão da Taça Rio

O Fluminense venceu o Botafogo por 3 a 0 e sagrou-se campeão da Taça Rio, neste domingo, no Maracanã. O Tricolor contou com atuação de gala de Júlio César, que realizou ao menos cinco defesas e evitou reação do adversário. No ataque, o time foi eficiente e conseguiu a vitória com gols de Pedro, Marcos Jr e Jadson, que deixaram suas marcas e garantiram o título.
Com a taça do segundo turno, o Fluminense medirá forças com o Vasco na semifinal geral do Campeonato Carioca na quinta-feira. Na outra chave, o Botafogo encara o Flamengo, na quarta-feira.
Futebol de areia?
Visto do alto (ou da TV), o gramado do Maracanã aparentava boas condições neste domingo. De perto, no entanto, a areia utilizada para esconder buracos se destacava e dava um aspecto irregular ao campo de jogo. A cada disputa ou toque mais forte na bola, uma grande quantidade de areia subia do gramado. Em alguns pontos, o acúmulo do material fazia com que a bola rolasse de maneira mais lenta.
Marcos Vinicius quase marca em chute de longe
Mal começou e o Botafogo quase abriu o placar. Brenner ajeitou de peito e Marcos Vinicius chutou forte de muito longe. Em grande fase, Júlio César fez grande defesa e deu mostras do que seria o primeiro tempo.
Flu abre placar em 1º ataque
Apesar do domínio da posse de bola do Botafogo, o Fluminense sabia muito bem responder nos contra-ataques. E foi certeiro logo na primeira tentativa. Em rápida troca de passes, Ayrton encontrou Pedro livre e solto dentro da grande área. O camisa 9 chutou firme e ainda viu Jefferson tocar na bola, mas sem força para evitar o primeiro gol do jogo: 1 a 0.
Flu quase amplia com Ibañez
A partir do gol, o Fluminense passou a apostar ainda mais nos contra-ataques. O Botafogo sentiu o golpe e, por alguns minutos, tentou o empate de qualquer maneira. Nesse momento, o Tricolor ficou mais próximo do segundo gol. Ibañes puxou contra-ataque, tabelou com Marcos Jr e recebeu dentro da área, mas chutou por cima da meta de Jefferson.
Júlio César faz duas defesas e evita empate do Botafogo
Com o passar do tempo, o Botafogo se acalmou e voltou a jogar futebol. E criou uma forte pressão em cima do Fluminense. E Júlio César mostrou estar novamente em tarde inspirada. O goleiro das Laranjeiras rebateu chute violento de Moisés e, em seguida, fez grande defesa em chute de Valência , que buscou o ângulo esquerdo.
Impedido, Marcos Vinicius consagra goleiro do Flu
A tarde era mesmo de Júlio César, que fez defesas até mesmo para salvar a arbitragem. Aos 31min, Marcos Vinicius estava em oposição irregular e finalizou para grande defesa do goleiro, que ainda viu o botafoguense chutar para fora na sequência.
Valência dribla defesa, mas chuta por cima
A última grande investida do Botafogo ocorreu aos 32min do segundo tempo, novamente com Léo Valência. O chileno fez grande jogada individual, driblou Ibañez e ficou livre na entrada da área, mas pecou na finalização e mandou por cima do gol de Júlio César.
Flu volta diferente e amplia vantagem
O Fluminense voltou do intervalo com outra postura. Se na etapa inicial a opção era por responder no contra-ataque, o segundo tempo foi completamente diferente. O Tricolor partiu para cima e encaminhou a classificação. Aos 11min, Pedro ajeitou de peito e deixou Marcos Jr livre para deslocar Jefferson e fazer o segundo da partida.
Júlio César faz novo milagre e Jadson ratifica título
Não poderia ser diferente. Mesmo com a vitória já definida, o Fluminense ainda fez o terceiro gol com um cenário claro do que foi o jogo. Julio César fez novo milagre em chute de Luiz Fernando e, no contra-ataque, Jadson não perdoou e fez o terceiro do Tricolor.
FLUMINENSE 3 X 0 BOTAFOGO
Data e hora: 25/03/2018, às 16h (horário de Brasília)
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo
Auxiliares: Thiago Henrique Corrêa Farinha e Carlos Henrique Alves
Cartões amarelo: Richard, Marcos Jr (FLU) Marcelo, Rodrigo Lindoso, Moisés (BOT)
Gols: Pedro, aos 12min do primeiro tempo; Marcos Jr, aos 11min do segundo tempo;
Fluminense
Julio César; Renato Chaves, Gum e Ibañez; Gilberto (Léo) Richard, Jadson, Sornoza (Douglas) e Ayrton; Marcos Júnior (Pablo Dyego) e Pedro
Técnico: Abel Braga
Botafogo
Jefferson; Marcinho (Luis Ricardo), Marcelo Benevenuto, Igor Rabello e Moisés; Marcelo (Rodrigo Pimpão), Rodrigo Lindoso, Marcos Vinicius (Renatinho) e Léo Valência; Luiz Fernando e Brenner
Técnico: Alberto Valentim
UOL 


← ANTERIOR PROXIMA → INICIO

0 Comments:

Postar um comentário

Editorial