terça-feira, 13 de março de 2018

Durval Ferreira participa de assinatura do termo de adesão ao programa “Internet para Todos”

O secretário de Ciência e Tecnologia ( Secitec) da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) e vereador licenciado, Durval Ferreira comemorou a assinatura do termo de adesão ao programa “Internet para Todos” que aconteceu na tarde desta segunda-feira (12) em Brasília. A adesão ao projeto se deu com a assinatura do termo feita pelo prefeito Luciano Cartaxo na presença do ministro de Ciência e Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Gilberto Kassab. 

O termo de adesão define a infraestrutura básica e as condições para a participação de cada município cabendo à Prefeitura indicar os locais a receberem as antenas para a distribuição do sinal de internet. Através do programa, a Prefeitura da Capital poderá levar banda larga para escolas, hospitais e localidades sem conectividade a partir do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDV). 

“É motivo de comemorações a assinatura deste termo que abre as portas de João Pessoa para o futuro. O mais gratificante deste programa é que ele atende, principalmente, aqueles que mais precisam e que não possuem acesso à internet de qualidade, democratizando o acesso à informação", comemora Durval Ferreira.

Para o prefeito Luciano Cartaxo, o programa ampliará atuação de projetos de várias pastas.  “Apesar de tantos avanços tecnológicos, o acesso à internet para muitas pessoas ainda é difícil. João Pessoa é uma cidade inteligente e se prepara para colocar em prática o Projeto Cidades Sustentáveis, no qual a tecnologia será fundamental para a criação do Centro de Comando da Capital (CCC) e também para que possamos produzir mais ações na área de educação e saúde, por exemplo, de forma integrada e em rede, facilitando os fluxos, gerando economia”, afirma o gestor.

Durante o discurso, o ministro Gilberto Kassab destacou o investimento de R$ 3 bilhões feito pelo Governo Federal através do Programa e sua viabilidade. “Para quem não sabe, o satélite tem duas características principais: a sua vida útil, que é de 18 anos, e a sua capacidade, que é de tal ordem que ultrapassa a somatória de todos os satélites privados que operam hoje no país. Com essa capacidade, firmamos convênios com três ministérios, além dos municípios”, termina Kassab.

Paraiba.com.br


← ANTERIOR PROXIMA → INICIO

0 Comments:

Postar um comentário

Editorial