domingo, 18 de março de 2018

Desesperados, tucanos querem o retorno de Cartaxo para não ter que apoiar Maranhão ou Manoel Junior



Às vezes fica a impressão nítida de que, a classe política considera a opinião pública qualquer coisa absolutamente estúpida. Esse vai e vem da oposição sobre a candidatura de Cartaxo reforça essa conclusão. Faltando poucos dias para o prazo da desincompatibilização o PSDB que antes alardeava ter candidatura própria agora abdica dessa prerrogativa e faz coro para que o prefeito de João Pessoa abandone o cargo e se lance nessa aventura.
 
O que se pode apreender desse movimento e o que salta à vista dos menos idiotas é o receio imenso da oposição de ver o prefeito escanteado ingressar nas hostes do PSB e fechar o firo definitivamente. 
 
Pelo que sabe não são poucas as mágoas de Cartaxo com os ex-aliados e essa escandalosa janela política pode possibilitar a saída dele da órbita das oposições e o baluarte que representa a prefeitura da capital se tornar mais um reforço para os planos políticos do governador Ricardo Coutinho.
 
Não há nenhum fato novo para que Cartaxo reconsidere seu “fico” a não ser a pressão de bastidores feita pelos Ribeiro para que Romero saia e entregue a rapadura campinense, e a patética candidatura de Manoel Junior cuja densidade política não lhe garante sequer um mandato de vereador em Pedras de Fogo, onde a mulher ficou na quinta suplência nas últimas eleições.
 
Romero não sai porque sair significaria o desmantelamento total da logística de campanha do grupo liderado pelo senador Cássio Cunha Lima já bastante abalado com o esfriamento de Cartaxo aos interesses políticos do senador e a quase certeza de que o prefeito pessoense não colocará a estrutura da prefeitura a disposição dos oposicionistas, o que faz com esse coro entoado ontem Brasília tenha tons de desespero de tão desafinado.
 
Com a saída de Cartaxo do páreo ficou claro que o PSDB não tem candidato competitivo e prefere arriscar os anéis a perder os dedos ficando com a prefeitura campinense. A pressão do vice se fez maior depois que o campo ficou livre e nada impede que Romero seja o candidato a não ser o receio de estar entrando numa aventura sem garantias de vitória, o que resultaria na total orfandade dos tucanos campinense, ilha tucana e ultimo reduto de prestígio do senador já que a prefeitura da capital perdeu faz tempo.
 
Para um partido que já deteve o Governo do Estado, a prefeitura da capital e a segunda prefeitura do estado, os dias de hoje são de escassez política, de definhamento eleitoral comprovado pela derrota em 2014 e pela carência de nome de peso para recuperar a hegemonia.
 
Essa reunião de Brasília é a comprovação da extinção política dos tucanos na Paraíba. O jeito é apelar pra Mané Junior. (Jampanews)
 
Romero e todo o PSDB agora querem Cartaxo candidato a governador 
 
Agora o movimento é volta Cartaxo. Os entendimentos ocorreram em Brasília no dia e noite de ontem. O prefeito Romero Rodrigues (PSDB), de Campina Grande, esteve reunido nesta quarta-feira em Brasília com várias lideranças do PSDB e do PSD no Estado. O prefeito Romero avisou que agora abre mão da candidatura para Cartaxo.
 
Romero  manifestou a sua decisão de dar preferência à candidatura do prefeito Luciano Cartaxo (PSD-JP) ao Governo da Paraíba, caso ele reavalie a sua recente manifestação informou o prefeito Romero.
 
Romero também revelou que “em conversa com Cartaxo, em Brasília, decidimos marchar juntos nas eleições deste ano”.
 


Tomaram parte da reunião, além do prefeito, o senador Cássio Cunha Lima; o deputado Pedro Cunha Lima (presidente do PSDB-CG); deputados Rômulo Gouveia e Manoel Ludgério, presidente e vice-presidente, respectivamente, do PSD/PB; além do deputado Tovar Correia Lima (PSDB). (polemicapb)
POSTADO POR FERNANDO COUTINHO - NAÇÃORURALISTA.COM.BR


← ANTERIOR PROXIMA → INICIO

0 Comments:

Postar um comentário

Editorial