quinta-feira, 1 de março de 2018

Celso e Marabá trocam farpas em saída do Campinense

As últimas 24 horas do Campinense foram agitadas com as demissões do técnico Celso Teixeira e do gerente de futebol Marquinhos Marabá. Através de mensagens de áudio, Celso e Marabá trocaram duras farpas. Isso porque o treinador atribui ao dirigente orquestrar sua demissão na manhã dessa segunda-feira (26). Celso diz que levou ao presidente William Simões “algumas verdades” sobre Marabá. “Ele pagou com a mesma moeda”, disse.
Coincidência ou não, Marabá também acabou demitido minutos depois.
“Disse ao presidente o que ele (Marabá) fazia. Mandava os jogadores agitar negócio de bicho com o presidente, mas mandava falar que não era ele… saia com jogadores pra beber, jogadores machucados… eu não aceitei isso e ele me derrubou”, disparou Celso.
Antes de ser demitido, Marquinhos Marabá gravou um áudio questionando o temperamento de Celso Teixeira como justificativa para demissão do treinador. “Ele mesmo fala por si. As atitudes, a forma de respeitar as pessoas. Não estou preocupado com o que ele fala sobre minha pessoa. Eu sim!, sou raposeiro, diferente dele que ficava o tempo todo citando o nome do nosso principal rival”.
A relação dos dois já não era boa desde o ano passado, quando Celso comandava o Treze. Celso Teixeira e Marquinhos Marabá discutiram na chegada dos clubes no primeiro jogo da semifinal do Campeonato Paraibano. A relação, então, só azedou com o convívio.
Blog do Maurílio Júnior 


← ANTERIOR PROXIMA → INICIO

0 Comments:

Postar um comentário

Editorial