terça-feira, 27 de março de 2018

Autor do gol da vitória no clássico, Allan Dias já mira duelo contra Bahia


Foto: Vitor Oliveira/ Voz da Torcida
De barrado à herói.
A noite de domingo (25) do meio campista Allan Dias teve momentos e emoções bem distintas.
Quando foi divulgada a escalação inicial do Botafogo-PB que iria enfrentar o Treze, o nome do jogador, sempre titular, aparecia no banco de reservas. No seu lugar, Rogério estava entre os onze que começariam o Clássico Tradição.
Antes da bola rolar, o treinador Leston Júnior explicou que a saída do camisa 8 se deu por opção sua, que queria um meio campo mais móvel e combativo, já que o Treze vinha com três zagueiros, e o comandante Belo queria mais presença do time no setor central do gramado.
No segundo tempo, com o time em vantagem no placar, mas sendo pressionado pelo rival, Allan Dias foi chamado para entrar na vaga de Nando, mudando o esquema de jogo, com a saída de um atacante para a entrada de um meio campista. Porém, pouco tempo depois, o Galo empatou o confronto e o time da estrela vermelha precisava atacar.
Com todas as substituições queimadas, Leston Júnior colocou Allan Dias como homem de referência no ataque, e a improvisação deu certo.
Como um verdadeiro camisa 9, aos 43 do segundo tempo, ele aproveitou rebote de Saulo no chute de Marcos Aurélio, dominou a bola e encheu o pé para marcar o gol da vitória botafoguense por 2 a 1.
Depois da partida, o herói da noite analisou a partida, falou sobre sua atuação e disse que não é novidade atuar como atacante, pois já desempenhou a função em outras equipes.
– Eles vieram apertar porque estavam atrás do placar. Conseguiram o empate. Em algumas ocasiões eu já tinha jogado de centro-avante, em outros clubes. O professor optou por me colocar naquela posição e pude fazer o gol que garantiu nossa vitória – afirmou.
Em uma semana decisiva, o Botafogo-PB vai encarar o Bahia, pela última rodada da fase de grupos da Copa do Nordeste, e o Treze, pelo segundo jogo das semifinais do Paraibano. Precisando pontuar no torneio regional, Allan Dias disse que é hora de pensar em uma partida de cada vez para não perder o foco em nenhuma das competições.
– É decisão. Primeiro é o jogo do Bahia, temos que pensar um de cada vez. Temos que pontuar para conseguir a classificação. Dependendo de outros resultados podemos nos classificar (sem precisar marcar pontos), mas não vale a pena arriscar. O empate nos garante na próxima fase e é isso que vamos buscar no próximo jogo. Na sequência vamos pensar no Paraibano de novo, no domingo – finalizou.

Voz da Torcida 


← ANTERIOR PROXIMA → INICIO

0 Comments:

Postar um comentário

Editorial