segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

Laudo confirma: ônibus que saiu da PB invadiu contramão e causou acidente com 9 mortos

Os peritos da Polícia Civil de Goiás concluíram o laudo sobre a colisão entre um ônibus da empresa Expresso Guanabara e uma carreta que aconteceu na BR-020, que liga Brasília a Goiás, no dia 15 deste mês.
O documento confirma que o ônibus invadiu a faixa contrária e causou a batida. Agora, os investigadores vão escutar o motorista da carreta, Edson Guedes Besssa, 43 anos, para concluir o inquérito.
A perícia apontou que a carreta que tombou seguia a 90 km/h na via onde a velocidade permitida é 80 km/h. No entanto, o delegado pondera que essa não foi a causa determinante do acidente.
“Mesmo que haja excesso de velocidade, isso não vai caracterizar uma questão penal. O que define isso é quem causou o acidente”, explica o delegado Jandson Bernardo da Silva.
Ele afirma ainda que não foi possível realizar a análise do tacógrafo – equipamento que poderia indicar a velocidade do ônibus no momento do acidente – porque está com excesso de danos.
Acidente deixou 9 mortos e vários feridos
30 feridos e 9 mortos
O acidente terminou com 30 pessoas feridas e nove mortas. Três dessas perderam a vida nas unidades de saúde do Distrito Federal. A Secretaria de Saúde informa que 12 vítimas passaram pelos hospitais de Brasília e apenas uma segue internada.
O ônibus da Guanabara com 43 passageiros saiu de Cajazeiras-PB com destino a Goiás. Ele seguia sentido Brasília quando invadiu a contramão e colidiu de frente com uma carreta que transportava adubo. Em seguida, a carreta bateu na proteção do acostamento, atingiu outro caminhão e depois tombou. Seis pessoas morreram no local.
Diário do Sertão 


← ANTERIOR PROXIMA → INICIO

0 Comments:

Postar um comentário

Editorial