terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

Fundac abre estágio para alunos de Direito da UFPB

A Fundação Desenvolvimento da Criança e do Adolescente “Alice de Almeida” (Fundac) fará processo seletivo simplificado para estágio não remunerado de estudantes do curso de Direito, campus de Santa Rita, da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), por meio de convênio (nº152/2017) com o Centro de Ciências Jurídicas da UFPB e o Departamento de Ciências Jurídicas – DCJ/UFPB. As inscrições podem ser feitas até esta quarta-feira (28), no DCJ/UFPB, junto à assessoria de estágio e monitoria do campus.
O processo seletivo, de acordo com os editais 001/2018 e 002/2018, destina-se ao preenchimento de 28 vagas de estagiário que serão distribuídas entre as unidades de atendimento socioeducativo de João Pessoa e a sede administrativa da Fundac, a partir do semestre letivo 2018.1. Além das vagas de estágio, os editais abrem 52 vagas para cadastro de reserva, a serem preenchidas em obediência à ordem de classificação.
Os estudantes interessados deverão procurar a assessoria de estágio e monitoria do DCJ, das 8h às 20h, portando os seguintes documentos: foto 3×4; declaração de matrícula do 4º semestre letivo ou 6º semestre letivo do curso de direito da UFPB no ato da inscrição; histórico escolar atualizado, com média mínima de CRE igual ou superior a 7,0 (sete), e declaração do candidato confirmando o preenchimento dos requisitos sob as penas da lei e que descreva o CRE constante do histórico e do período de matrícula.


Segundo Aécio Bandeira, chefe de departamento do CCJ/UFPB, a seleção acontecerá no próprio Centro de Ciências Jurídicas, por meio de uma avaliação didática, aplicada pela assessoria de estágio e monitoria do departamento, nos dias 5 e 6 de março. Da seleção sairá a lista completa dos candidatos aprovados e classificados que serão nomeados e distribuídos pela coordenação de estágios da Fundac, de acordo com a necessidade institucional.POSTADO POR FERNANDO COUTINHO - NAÇÃORURALISTA.COM.BR


← ANTERIOR PROXIMA → INICIO

0 Comments:

Postar um comentário

Editorial