sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

Cantora paraibana Gabriella Grisi é indicada para prêmio de música em Nova York

A cantora Gabriella Grisi foi indicada ao prêmio Independent Music Awards (IMA), que acontece anualmente em Nova York, nos Estados Unidos, na categoria EP, com o disco “Cravo e Canela”, lançado em 2016. A premiação acontece no dia 31 de março e a cantora é a única paraibana entre os cinco artistas brasileiros indicados ao prêmio.
De acordo com Gabriella, a lista de indicados foi divulgada no dia 13 de fevereiro, mas ela só ficou sabendo que estava entre os nomes na terça-feira (20).
“Eu me inscrevi no prêmio em dezembro, mas como é muito concorrido, nem imaginava que estaria no resultado. Acontece que saiu a lista, me mandaram e-mails informando e eu não cheguei a ver. Foi só então que sete dias depois os organizadores entraram em contato comigo pelas redes sociais para comunicar a indicação”, disse a cantora.
A indicação é para a categoria EP, na subcategoria World Music. Além de Gabriella, concorrem nesta modalidade três artistas, da República Dominicana, da Rússia e da Argentina.
Gabriella Grisi abriu uma campanha de financiamento coletivo na internet para ajudar no custo de passagem e hospedagem para representar a Paraíba e o Brasil na cerimônia de premiação, que acontece no Lincoln Center, em Nova York.
Além do financiamento, a artista também faz um show, junto com outros cantores, como Tony Leon, Renan Uchôa, Os Gonzagas, Fuba, Gabriella Villar e Trio Baobá, cujos ingressos vão ser destinados a ajudar na viagem. A apresentação, na modalidade jam session, acontece no Alohai, no Jardim Oceania, em João Pessoa, no dia 1º de março. Os ingressos custam R$ 15.
Inspirado no livro de Jorge Amado, o EP “Cravo e Canela” surgiu depois de um show homônimo apresentado por Gabriella Grisi em 2013. O disco tem quatro músicas autorais, entre elas “A Flor do Sertão”, que foi gravada com a participação da cantora Lucy Alves.
Gabriella Grisi é envolvida com a música desde criança. Influenciada pela avó, que tocava piano, e pelo pai, que cantava como hobby, a artista subiu aos palcos pela primeira vez aos nove anos, para fazer um dueto com o cantor Benito Di Paula.
A primeira composição da artista surgiu aos 16 anos, quando uma professora sugeriu que ela escrevesse uma música como trabalho escolar, a música foi intitulada “Meninos do Brasil”. Além de cantar, Gabriella também toca violão, piano, guitarra, escaleta e flauta doce.
G1 


← ANTERIOR PROXIMA → INICIO

0 Comments:

Postar um comentário

Editorial