segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

CAMPEONATO CARIOCA: Fluminense aplica 4 a 0 no Flamengo

O Fluminense deitou e rolou no clássico contra o Flamengo, neste sábado (24), na Arena Pantanal, em Cuiabá (MT). Com gols de Marcos Jr. (2), Pedro e Gilberto, os tricolores golearam por 4 a 0, não tomaram conhecimento do rival e engataram a oitava partida consecutiva sem derrota.
O triunfo foi construído à base de organização e entrosamento. Com um rival escalado com reservas, o Fluminense soube aproveitar seu conjunto e as fragilidades de um Flamengo que não chegou a esboçar que poderia reagir em momento algum.
O resultado enche o Fluminense de confiança para o confronto de quinta-feira diante do Avaí, no estádio Engenhão, pela Copa do Brasil. O Flamengo, por sua vez, coloca os titulares em campo para a estreia na Copa Libertadores contra o River Plate, quarta-feira, também no estádio do Botafogo.
Essa é a terceira vitória consecutiva por goleada do Fluminense. Anteriormente, a equipe de Abel Braga havia derrotado o Salgueiro por 5 a 0, pela Copa do Brasil, e o Bangu por 4 a 0, pela Taça Rio.
Foi também a sexta vitória consecutiva do Fluminense, que já contabiliza oito partidas sem derrota após um início de temporada com derrota e futebol desastroso.
Neste sábado, o Fluminense não deu tempo para o Flamengo respirar na Arena Pantanal e começou a partida de maneira arrasadora. Logo no primeiro minuto de jogo, Marcos Jr. se aproveitou de uma bobeira de Romulo e Léo Duarte, que deixaram a bola sobrar limpa para o atacante. Na conclusão, chute cruzado sem chance para Diego Alves, fazendo 1 a 0.
Com um time todo reserva, o Flamengo teve muita dificuldade para sair jogando e criar chances. Na melhor delas, Felipe Vizeu ajeitou bola de peito para Marlos Moreno, que acertou a trave de Júlio César.
Passado o susto, o Fluminense voltou a mostrar a sua superioridade no clássico e, aos 17 minutos, Sornoza bateu escanteio, a bola resvalou em Trauco, e Pedro, cara a cara com o goleiro rubro-negro, marcou.
Melhor distribuído, o Fluminense não teve dificuldades para neutralizar um adversário que pouco produziu na primeira metade da partida. Tivesse caprichado um pouco amais na hora da conclusão, o volante Jadson ainda poderia ter ampliado após boa infiltração pelo lado esquerdo da defesa do Flamengo.
Mas a artilharia do Fluminense ainda tinha munição. Aos 42min, Marcos Jr bateu quase à queima roupa, Diego Alves defendeu para frente, e Gilberto empurrou para marcar o seu terceiro gol e decretar a absoluta superioridade do Tricolor na etapa inicial.
Na etapa final, com Jean Lucas na vaga de Rômulo e Geuvânio na de Marlos Moreno, o Flamengo voltou um pouco melhor distribuído em campo. Mas dada a vantagem, o Fluminense tratou de esperar o adversário para tentar o bote final.
E foi exatamente o que aconteceu. Em uma escapada pelo lado direito, Gilberto cruzou para Marcos Jr., atacante de 1,66m, subir sozinho e ampliar de cabeça. Com a porteira aberta, Abel lançou Robinho na vaga do artilheiro da tarde. Com espaços generosos, o Fluminense só não ampliou graças a Diego Alves, que fez defesas em sequência em chutes de Pedro e Sornoza.
O último gol do Fluminense minou a pouca energia que ainda restava ao Rubro-negro, que sucumbiu diante de um time que mereceu a vitória do primeiro ao último minuto.
FLUMINENSE
Júlio César; Renato Chaves, Gum, Ibañez; Gilberto, Richard, Jadson, Sornoza, Marlon; Marcos Júnior (Robinho), Pedro (Pablo Dyego). T.: Abel Braga
FLAMENGO
Diego Alves; Kleber, Thuler, Léo Duarte, Trauco (Patrick); Cuéllar, Ronaldo, Romulo (Jean Lucas); Vinicius Júnior, Marlos Moreno (Geuvânio), Felipe Vizeu. T.: Paulo César Carpegiani
Estádio: Arena Pantanal, em Cuiabá (MT)
Juiz: Mauricio Machado Coelho Jr.
Cartões amarelos: Ibañez, Marcos Jr., Richard (Fluminense); Cuéllar, Romulo, Léo Duarte (Flamengo)
Cartões vermelhos: Cuéllar (Flamengo)



Gols: Marcos Júnior, a 1min do primeiro tempo e aos 10min do segundo tempo, Pedro, aos 17min do primeiro tempo, e Gilberto, aos 42min do primeiro tempo. Com informações da Folhapress. POSTADO POR FERNANDO COUTINHO NAÇÃORURALISTA.COM.BR



← ANTERIOR PROXIMA → INICIO

0 Comments:

Postar um comentário

Editorial