quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

Terremotos em Papua Nova Guiné deixam dezenas de mortos e centenas de feridos

Pelo menos 31 pessoas morreram em Papua Nova Guiné e cerca de 300 ficaram feridas por causa de avalanches provocadas por vários terremotos, entre eles um de magnitude 7,5, nesta segunda-feira (26).
O administrador da região de Terras Altas, William Bando, afirmou ao jornal local "The Post Courier" que pelo menos 13 pessoas morreram em Mendi, capital da província das Terras Altas, e outras 18 nos distritos de Kutuku e Bosave.
O número de mortos e feridos, no entanto, não é definitivo e pode aumentar.
Uma equipe do governo sobrevoará nesta terça (27) a região para conhecer melhor o impacto do desastre natural.
Nas zonas mais afetadas, o serviço de energia elétrica e comunicações telefônicas não estão disponíveis e também houve danos consideráveis nas propriedades e infraestrutura.
A polícia adverte que até 400 mil pessoas de quatro províncias foram afetadas pelo terremoto, que surpreendeu a região na última madrugada.
O terremoto de magnitude 7,5 foi registrado a uma profundidade de 35 km, com epicentro a cerca de 90 km ao sul de Porgera, na província de Enga, segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, sigla em inglês).
Após o tremor, aconteceram várias réplicas de até 6 de magnitude.
O terremoto forçou a paralisação dos trabalhos na mina Ok Tedi e em uma fábrica da ExxonMobil, como medida de precaução para avaliar os possíveis danos nas instalações.
G1 


Michael defende Tifanny, descarta liga para trans e apoia inclusão: 'O novo assusta'

Ver Tifanny superar as críticas é sinônimo de nostalgia para quem é exemplo de inclusão no contexto esportivo. O meio de rede Michael fez história em abril de 2011 quando assumiu a homossexualidade em meio ao preconceito e defende a atleta do time de Bauru, a primeira trans na Superliga feminina.
Hoje um dos principais jogadores do Itapetininga, projeto paulista capitaneado pelo medalhista olímpico André Nascimento, e que busca o acesso à elite do vôlei, Michael defendeu a bauruense.
– Acho que tudo que é novo assusta, as pessoas ficam um pouco perturbadas e a Tifanny já é realidade. Tem muita gente que fala besteira e o negócio é não escutar. Eu passei por isso, das pessoas comentarem sobre a sua vida, é difícil e acho que ela está levando muito bem – disse o jogador do Itapetininga.
Michael é uma das esperanças do Itapetininga na Superliga B (Foto: Carlos Dias )Michael é uma das esperanças do Itapetininga na Superliga B (Foto: Carlos Dias )
Após completar sua transição sexual, Tifanny está apta e regular dentro das determinações do Comitê Olímpico Internacional (COI), da Federação Internacional de Voleibol (FIVB) e da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV).
Apesar da polêmica que envolve as questões de gênero e o debate sobre o físico, ela tem o nível de testosterona monitorado regularmente, que deve ser abaixo de 10 nanomols por litro de sangue. Ela tem 0,2 nanomol. Sobre a suposta vantagem em relação ao rendimento de Tifanny sobre as adversárias, Michael defende a inclusão.
– Todos os ambientes de vôlei falam do caso Tifanny. As pessoas comentam se vão aparecer mais trans e é muito difícil surgir outras trans como ela. Por isso, não tem como fazer uma liga só para trans, nesse momento nós temos que pensar só em inclusão – diz.
Quase sete anos depois de ser ofendido por um ginásio lotado durante todo o jogo na semifinal da Superliga, Michael admira o modo como Tifanny lida ao atrair olhares sempre que pisa em quadra.
– O preconceito existe e quando você vê um jogo lotado e as pessoas aplaudem o seu trabalho, abraçam você, a gente vê que evoluímos bastante e estamos no caminho certo – finaliza Michael.
Globo Esporte 


Agora é todo dia: Agências dos Correios na PB é explodida pela ‘Gangue da Dinamite’

Desterro, no Sertão do Estado, foi a cidade escolhida pela “Gangue da Dinamite” para agir na madrugada desta terça-feira (28).
De acordo com a polícia, quatro homens invadiram a cidade e explodiram a agência dos Correios e Telégrafos.
Depois ação os bandidos fugiram pela cidade de Livramento em direção ao Pernambuco. 

Paraiba.com.br


Ricardo anuncia obras da Cagepa para região de Campina Grande

O governador Ricardo Coutinho anuncia, nesta quarta-feira (28), as obras do Programa Mais Trabalho 2 que serão executadas pela Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) na região de Campina Grande.
O Programa Mais Trabalho 2, lançado na semana passada pelo governador Ricardo Coutinho, é composto por uma série de obras que serão executadas pelo Governo do Estado nas áreas de educação, recursos hídricos, infraestrutura, saúde e outras. Está previsto um investimento de aproximadamente R$ 210 milhões em mais de 90 obras que vão proporcionar melhorias na qualidade de vida da população paraibana.
Data: 28.02.18 (Quarta-feira)
Hora: 10h
Local: Cine São José – Rua Lino Gomes da Silva, 211 – Bairro São José – Campina Grande

Secom-PB 


Câmara aprova MP que facilita renegociação de dívida dos estados com a União

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta terça-feira (27), a Medida Provisória (MP) 801/2017, que elimina alguns dos requisitos exigidos de estados e municípios interessados em renegociar ou refinanciar suas dívidas com a União. Para não perder a validade, a MP precisa ser votada no Senado até amanhã (28).
Editada em setembro do ano passado, a MP 801 facilita a adesão de alguns Entes federativos que, apesar de interessados em aderir ao programa de renegociação de dívidas, não poderiam se habilitar por causa de pendências na documentação necessária. 
“O intuito de tais afastamentos foi o de possibilitar àquelas unidades federativas que não estejam cumprindo todos os limites legais, por algum efeito das dificuldades financeiras enfrentadas, a realização das operações permitidas no âmbito das referidas leis”, justifica a mensagem enviada com Congresso Nacional. A medida está embasada nas leis complementares 148/14, 156/16 e 159/17.
O texto acaba, por exemplo, com a exigência de apresentação, por estados e municípios, de certidão de regularidade com o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Também foram dispensadas certidões para comprovar a inexistência de débitos tributários com a Secretaria da Receita Federal ou de cobranças lançadas na Dívida Ativa da União, quando as dívidas já estão judicializadas.
Com base na Lei Complementar 148/2014, a medida autoriza a União a adotar novas condições nos contratos de refinanciamento de dívidas dos estados e municípios. Essa lei, entre outros pontos, flexibilizou os critérios de indexação das dívidas de estados e municípios com a União.
Já a Lei Complementar 156/16 prevê o alongamento das dívidas em 20 anos por meio do plano de auxílio para estados endividados com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). 
Na Lei Complementar 159/17 foi criado o Regime de Recuperação Fiscal dos Estados e do Distrito Federal (RRF), destinado a estados com maior urgência para retomada do equilíbrio fiscal, como Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. Essa lei estabelece a concessão de moratória de três anos e plano de corte de gastos.
Agência Brasil 


Pauta do TCE para esta quarta-feira tem contas da FAC e de quatro Prefeituras

Contas de quatro Prefeituras e da Fundação de Ação Comunitária (FAC) atinentes, neste último caso, ao exercício de 2014, compõem a pauta de julgamentos do Tribunal de Contas do Estado para esta quarta-feira (28).
Serão examinadas, na ocasião, as contas de 2016 encaminhadas pelo ex-prefeito de Curral de Cima (Nadir Fernandes de Farias) e pelos prefeitos atuais de Passagem (Magno Silva Martins), São José dos Ramos (Salvan Mendes Pedroza) e Damião (Lucildo Fernandes de Oliveira, contas, também, do exercício de 2015).
A mesma pauta contém recursos interpostos pelos ex-prefeitos de Santa Rita (Marcus Odilon Ribeiro Coutinho), Cachoeira dos Índios (Arlindo Francisco de Sousa) e pela atual prefeita de São Vicente do Seridó (Maria Graciete do Nascimento Dantas).
Organismo presidido pelo conselheiro André Carlo Torres Pontes, o TCE reúne-se, ordinariamente, às quartas-feiras, a partir das 9 horas, com acesso permitido ao público e transmissões ao vivo pela TV TCE-PB (Canal no Youtube) ou pelo aplicativo de celular  ‘Nosso TCE PB ’. Para baixar a ferramenta gratuitamente, basta digitar, no campo para pesquisa, ‘Nosso TCE PB’ .
Assessoria 


Inscrições para o Fies encerram nesta quarta-feira

Termina nesta quarta-feira (28), o período de inscrições para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) deste ano. O estudante que deseja uma vaga no programa deve ficar atento às informações do edital publicado pelo Ministério da Educação.
No total, serão ofertadas 310 mil vagas, sendo 155 mil para os primeiros seis meses do ano.
Poderão ser financiados os cursos de graduação com conceito maior ou igual a três no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes).
Calendário
As inscrições serão feitas exclusivamente pela internet, entre 19 e 28 de fevereiro. O resultado será publicado em 5 de março. Para poder concorrer a uma vaga, o candidato deve ter feito uma das edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010, com média igual ou superior a 450 pontos, e obtido nota maior que zero na redação.
Modalidades
O Novo Fies divide o programa em diferentes modalidades de financiamento conforme a renda familiar do candidato. Do total de vagas ofertadas, 100 mil terão juros zero para os estudantes que comprovarem uma renda per capita mensal familiar de até três salários mínimos.
As outras duas modalidades destinam-se a estudantes com renda familiar de até cinco salários mínimos. Para atender a essa parcela de candidatos, o Novo Fies terá recursos dos Fundos Constitucionais e de Desenvolvimento.

Paraiba.com.br


Aposentados do INSS têm até esta quarta para realizar prova de vida

Encerra nesta quarta-feira (28), o prazo para comprovação de vida dos aposentados e pensionistas do INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social). Quem não realizar a apresentação pode ter o pagamento suspenso.
Devem comparecer aqueles que, ao longo de 2017, não fizeram nenhum recadastramento bancário. O objetivo, segundo o INSS, é evitar o indevidos de benefícios e fraudes previdenciárias. Vale lembrar que não há necessidade de ir a uma agência da Previdência Social. Tudo é feito no banco pagador
Quais documentos são necessários para fazer a prova de vida?
Basta um documento de identificação com foto (carteira de identidade, carteira de trabalho, Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e entre outros).
A prova de vida pode ser feita por procuração?
Sim, desde que o procurador tenha sido previamente cadastrado no INSS.
Se o aposentado não puder cadastrar um procurador por motivo de doença ou por problemas de locomoção, como a prova de vida será feita?
Em caso de impossibilidade de locomoção do beneficiário, o procedimento poderá ser feito por procurador cadastrado no INSS ou um representante legal. Nesse caso, antes de ir ao banco, o procurador deverá procurar uma agência da Previdência Social.
Agência Brasil 


Raquel Dodge pede inclusão de Temer em investigação no STF sobre Odebrecht

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu hoje (27) ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, a inclusão do presidente Michel Temer no rol de investigados no inquérito que apura o suposto favorecimento da empreiteira Odebrecht pela antiga gestão da Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República. Entre 2013 e 2015, durante o governo da ex-presidenta Dilma Rousseff, o órgão foi dirigido pelos atuais ministros Eliseu Padilha e Moreira Franco. Ambos já são investigados no caso.

Na manifestação, Raquel Dodge divergiu do entendimento do ex-procurador Rodrigo Janot, que, no ano passado, decidiu não incluir Temer na investigação, por entender que o presidente tem imunidade constitucional enquanto estiver no cargo. Segundo a procuradora, a Constituição impede somente o oferecimento da uma eventual denúncia contra os investigados.
De acordo com depoimento de delação premiada do ex-executivo da Odebrecht Claudio Melo Filho, houve um jantar no Palácio do Jaburu, em maio de 2014, para tratativas de um repasse de R$ 10 milhões como forma de ajuda de campanha para o PMDB.
“A investigação penal, todavia, embora traga consigo elevada carga estigmatizante, é meio de coleta de provas que podem desaparecer, de vestígios que podem se extinguir com a ação do tempo, de ouvir testemunhas que podem falecer, de modo que a investigação destina-se a fazer a devida reconstrução dos fatos e a colecionar provas. A ausência da investigação pode dar ensejo a que as provas pereçam”, argumenta a procuradora-geral da República.
Marun
O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, questionou a possibilidade de continuidade de uma investigação contra Temer sobre fatos anteriores ao mandato de presidente da República. “Pelo que eu sei, neste momento, o presidente só pode ser efetivamente atingido por qualquer coisa acontecida no exercício do seu mandato”.
O ministro também defendeu a inocência de Temer, a quem classificou como um “homem honrado”. “Se querem investigar, investiguem. Mais uma vez chegarão à conclusão de que nada efetivamente atinge a pessoa do presidente, que é um homem honrado, com um patrimônio conforme a renda auferida em décadas de trabalho”, disse Marun, em entrevista coletiva no início da noite de hoje, no Palácio do Planalto.
Agência Brasil 


Curso de Gestão Municipal do SUS tem início com aula inaugural

Com a realização de uma aula inaugural, começaram nesta terça-feira (27), no auditório do Centro de Ciências da Saúde (CCM/UFPB), as atividades do Curso de Gestão Municipal do SUS. A qualificação é fruto de parceria entre a Secretaria de Estado da Saúde (SES), o Centro Formador de Recursos Humanos (Cefor-RH) e o Projeto Itinerários do Saber. Estiveram presentes a secretária estadual de Saúde, Claudia Veras, representantes do Conselho de Secretários Municipais de Saúde (Cosems/PB), equipe do Cefor-RH e da SES, além dos selecionados que vão compor as vagas do curso.
O Curso de Gestão Municipal do SUS tem como objetivo qualificar o processo de trabalho dos gestores municipais de saúde do Estado. “Vamos desenvolver atividades pedagógicas que promovem a apropriação dos instrumentos de gestão em saúde. Assim, contribuímos com a formação desses gestores, de forma que eles possam monitorar os processos de planejamento em saúde, otimizando suas ações e, claro, cumprindo uma atuação ética, comprometida, resolutiva e crítica”, disse a coordenadora estadual do Apoio Institucional da SES, Daniela Gomes.
A capacitação é de 120 horas presenciais (deve se estender até o final de julho deste ano) e será desenvolvida a partir da realidade e processo de trabalho dos gestores, abordando os seguintes temas: Construção, princípios e diretrizes do SUS, direito de cada cidadão e dever do estado; Atenção Básica e Vigilância em Saúde; Financiamento em Saúde; Planejamento em Saúde; Redes Regionalizadas de Atenção à Saúde; Educação em Saúde e, transversalmente, espaços de tomada de decisão.
Foram selecionados 290 participantes de toda a Paraíba, entre eles, 151 são secretários municipais de saúde e os demais são secretários adjuntos, coordenadores de Atenção Básica e de Vigilância em Saúde, organizados em 12 turmas. “Nesta aula inaugural, todos participaram juntos. Porém, os próximos encontros já serão descentralizados em cada uma das regiões de saúde”, explicou Daniela.
Abrindo as atividades, o professor André Luis Bonifácio de Carvalho (Centro de Ciências Médicas da UFPB) lembrou que a dinâmica do SUS é rápida e está em constante mudança. “Este ano nós comemoramos os 30 anos do SUS, a contar da Constituição de 1988. É um sistema generoso e cidadão, que passa sempre por muitas alterações. Exatamente por isso, é necessário atualizar e qualificar aqueles que lidam diretamente com o processo de trabalho. Não podemos nos acomodar, precisamos tornar o serviço melhor para a população e, claro, com melhores condições de trabalho”, disse o professor André Luis.
Ele ressaltou, ainda, a diversidade brasileira, que tem características e necessidades múltiplas. “Entendemos que é preciso respeitar o processo de construção coletiva do sistema, afinal, cada lugar tem suas particularidades, tendo em vista a pluralidade do nosso país. No SUS, a solidariedade impera, ninguém trabalha sozinho. Vale lembrar que a saúde é direito de cada cidadão e dever da união”, arrematou.

Secom-PB 


Câmara Municipal de Bayeux discutirá segurança pública em audiência

A Câmara de Vereadores de Bayeux realizará às 9h00 do próximo dia 14 de março, a pedido da população, audiência pública da Comissão de Segurança Pública da Casa para tratar de questões atinentes à segurança pública no município. Foram convidados o governador Ricardo Coutinho, deputados estaduais, federais e representantes do Judiciário, das polícias militar e civil, bem como da sociedade civil.
O vice-presidente da Comissão, vereador Roni Alencar, lembrou que a segurança não pode ser tratada apenas como medidas de vigilância e repressiva, mas como um sistema integrado e otimizado, envolvendo instrumento de prevenção, coação, justiça, defesa dos direitos, saúde e social.
“O processo de segurança pública se inicia pela prevenção e finda na reparação do dano, no tratamento das causas e na reinclusão na sociedade do autor do ilícito”, destacou, lembrando que frequentemente esses mecanismos devem ser avaliados, sobretudo em Bayeux, para que os vereadores, enquanto agentes fiscalizadores do cumprimento da lei e do estar dos munícipes, possam encontrar meios de minimizar elevados índices de violência e criminalidade.

Assessoria 


Municípios da Paraíba recebem mais de R$ 71,5 milhões de FPM nesta quarta-feira

Os 223 municípios da Paraíba recebem nesta quarta-feira (28) o montante de R$ 71.532.955,83 referente à terceira parcela do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) do mês de fevereiro. A quantia é 3,49% superior ao mesmo período do ano passado, quando o repasse foi de R$ 69.122.673,92.
O município de João Pessoa terá depositado em seus cofres o valor de R$ 7.846.520,28. A Prefeitura de Campina Grande receberá o montante de R$ 2.161.366,06.
De acordo com a Confederação Nacional dos Municípios (CNM), 135 municípios terão depositados em seus cofres R$ 195.111,21 e três receberão R$ 780.444,86.
A CNM reitera que os gestores devem se planejar para cumprirem suas obrigações orçamentárias, pois a previsão divulgada pela Secretaria do Tesouro Nacional estimou uma queda de 39% do FPM em março de 2018 em comparação a fevereiro de 2018. 

Paraiba.com.br


Rômulo promete conversar com Manoel Jr. e Raimundo Lira sobre filiações ao PSD

O presidente estadual do PSD e deputado federal Rômulo Gouveia afirmou que irá procurar o vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Júnior, e o senador Raimundo Lira, ambos do MDB, para discutir a possibilidade dos dois migrarem para seu partido. Ele falou também adiantou que a definição das oposições sobre chapa majoritária não deve ser conhecida antes de 7 de abril.
“Já que está havendo especulações, eu é que vou procurá-los, se há pretensões da saída deles do MDB, na verdade, eu trabalho pela unificação das oposições”, disse.
De acordo com ele, apesar das conversas internas, as oposições ainda não chegaram a um consenso sobre a formação de chapa, o que só deve acontecer no prazo máximo para os postulantes renunciarem.
“Ainda estamos conversando e discutindo. Só podemos estabelecer uma data quando as coisas estiverem definidas. As coisas estão no âmbito da discussão, mas nada concretamente certo. Nesse sentido, sempre fui muito cauteloso em levantar as questões, prazo. Eu sempre coloquei que achava que até o dia 7 de abril não ia ter nenhuma definição e o tempo está mostrando que eu tinha razão em relação a isso”, finalizou.


Paraiba.com.br


Câmara deve votar amanhã projeto sobre o Uber, diz Maia

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) disse nesta terça-feira (27) que a votação do projeto que regulamenta o transporte de passageiros por meio de aplicativos, como o Uber, deverá ficar para esta quarta-feira.
Maia afirmou que há três medidas provisórias que perdem a validade em breve – e há um pedido do líder do governo, Aguinaldo Ribeiro, para que sejam analisadas no plenário.
“Então, eu acho mais provável que essa votação fique para amanhã”, declarou o presidente da Câmara.
O projeto retornou à pauta da Câmara porque o Senado aprovou o texto com modificações.
Os deputados podem referendar as modificações feitas pelos senadores ou rejeitá-las – nesse último caso, vai prevalecer o texto da Câmara. Terminada a votação na Câmara, o projeto seguirá para sanção presidencial.

Texto da Câmara

A versão da Câmara estabelece que compete exclusivamente aos municípios e ao Distrito Federal regulamentar e fiscalizar o serviço de transporte remunerado individual de passageiros nos seus territórios.
Nessa regulamentação, alguns critérios deverão ser seguidos:
  • cobrança dos tributos municipais devidos;
  • exigência de contratação de seguro de acidentes pessoais a passageiros e do seguro obrigatório, o DPVAT;
  • exigência de que o motorista esteja inscrito como contribuinte individual no INSS.
O motorista deverá cumprir algumas condições:
  • ser portador de Carteira Nacional de Habilitação na categoria B ou superior que tenha a informação de que ele exerce atividade remunerada;
  • conduzir veículo que atenda a requisitos, como idade máxima e que tenha as características exigidas pelas autoridades de trânsito;
  • ter e andar com autorização específica emitida pelo poder público;
  • emitir e manter o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) no município da prestação do serviço, obrigatoriamente em seu nome.
De acordo com o texto, quem não cumprir as exigências pode ser enquadrado nas sanções por transporte ilegal de passageiros.

Texto do Senado

O Senado manteve como atribuição dos estados e municípios apenas a fiscalização do serviço. Retirou também a necessidade de emissão de autorização pelo Poder Público e do uso das placas vermelhas.
Suprimiu ainda a necessidade de que o CRLV seja emitido no município da prestação de serviço e tenha o nome do motorista.
Os senadores, no entanto, incluíram entre as exigências a necessidade de que o profissional apresente certidão negativa de antecedentes criminais.
G1 


Dupla armada invade agência dos correios e assalta cliente em cidade da PB

Dois homens, armados, usando uma moto, invadiram a agência dos Correios da cidade de Piancó, por volta das 14h, desta terça-feira (27) e anunciaram um assalto. Os dois elementos agiram com violência no momento do assalto.
De acordo com informações preliminares, no momento em que os homens entraram na agência não havia dinheiro no local. 
No entanto, um comerciante, que estava na fila para efetuar um depósito, foi rendido pela dupla, que fugiu levando cerca de 6 mil reais da vítima, além de um aparelho de celular. Um agente de segurança também teve seu aparelho de celular tomado pelos assaltantes.
A Polícia Militar foi acionada e está fazendo diligências, mas até o fechamento desta reportagem ninguém havia sido preso.

Paraiba.com.br


Polícia divulga foto de casal acusado de vários crimes na Paraíba

A Delegacia de Defraudações e Falsificações de João Pessoa (DDF) divulgou nesta terça-feira (27) a foto de um casal suspeito de agiotagem e fraudes que segue foragido da Justiça. Sandra Helena Fonsêca Cavalcanti e Antônio Augusto Trajano estão com um mandado de prisão preventiva em aberto e a divulgação de sua imagem foi autorizada pelo juiz Rodrigo Marques Silva Lima para ajudar a polícia a localizar os suspeitos.
O casal foi preso no dia 15 de agosto de 2017, suspeito de agiotagem, lavagem de dinheiro, associação criminosa e estelionato. No apartamento dos suspeitos, a polícia encontrou quase R$ 2 milhões em 250 cheques e notas promissórias, além de R$ 50 mil e cerca de 500 dólares em espécie. À época, o casal passou por audiência de custódia, pagou fiança e foi liberado.
Segundo Lucas Sá, em outubro do ano passado a Justiça expediu um mandado de prisão preventiva contra Sandra e Antônio. “O atual advogado deles foi até a 6ª Vara Criminal de João Pessoa e convenceu a assessora do local a ver o processo antes da expedição. Com isso, ele soube que os clientes iam ser presos e conseguiu fazer com que eles fugissem antes mesmo do mandado de prisão”, explicou. O casal está foragido desde então.
Pelo menos 10 pessoas já foram vítimas do casal. A polícia estimou um prejuízo de mais de R$ 3 milhões. Segundo o delegado, algumas vítimas chegaram a ser agredidas pelos suspeitos, que em certos momentos impediam que as pessoas quitassem as dívidas para continuar a receber os juros.
No último dia 9, Lucas Sá informou que os suspeitos contrataram pistoleiros para matar as vítimas e chegou a ameaçar os policiais da DDF. Um dia antes, uma vítima denunciou que sofreu duas tentativas de homicídio em 15 dias.
Já sobre a ameaça aos policiais, o delegado contou que o antigo advogado do casal procurou a delegacia para relatar as intenções dos foragidos

Paraiba.com.br


Criança de três anos tem 30% do corpo queimado após acidente com panela na Paraíba

Uma criança de 3 anos de idade deu entrada no Hospital de Trauma de Campina Grande, na manhã desta terça-feira (27) depois de sofrer queimaduras. Segundo a família, o menino tentou pegar uma panela que estava cozinhando arroz, que acabou caindo por cima dela. O menino teve queimaduras em 30% do corpo.
Segundo os médicos que atenderam a crianças, as queimaduras atingiram o pescoço, obro, orelha e parte da cabeça e braços. A criança mora na cidade de Monteiro, no Cariri paraibano, e estava na casa da avó, quando o acidente ocorreu. Por causa da gravidade dos ferimentos, ela precisou ser encaminhada para o Hospital de Trauma de Campina Grande.
Apesar de a família ter relatado o acidente e de não haver suspeitas denunciadas, para este tipo de ocorrência a Polícia Civil está abrindo um inquérito para investigar o caso. A mãe da criança disse que confia na avó e descarta qualquer suspeita de crime.
Ainda de acordo com a equipe médica do Hospital de Trauma, a criança deve passar por um procedimento cirúrgico para a limpeza dos ferimentos, mas não corre risco de vida. A pediatra que atendeu a criança, alerta que os casos de acidentes domésticos desse tipo são frequentes e recomenda que os pais criem isolamentos no acesso a cozinha das casas.

Paraiba.com.br


Polícia prende trio que vendia maconhas com embalagem do Chaves

A polícia prendeu três pessoas acusadas de tráfico de drogas na cidade de Patos, no Sertão da Paraíba. Cerca de 25 kg de maconha e 1 kg de cocaína estavam embalados em cartelas com imagens do personagem “Chaves” e do cantor Bob Marley com a frase: “Eu sofro de piripaque”.
A prisão de dois homens e uma mulher aconteceu na Rua Antônio Félix, Bairro São Sebastião e foi feita pela Polícia Militar e o Grupo Tático Especial da Delegacia de Homicídio e Entorpecente, no sábado (24). Além das drogas, os agentes apreenderam uma balança de precisão.
Os acusados e o material apreendidos foram encaminhados para a delegacia do município.

Blog do Márcio Rangel 


Servidores da Justiça da Paraíba decidem paralisar atividades nos dias 12 e 13 de março

Os servidores da Justiça da Paraíba decidiram na tarde desta terça-feira (27), durante Assembleia Geral da categoria, paralisar as atividades nos dias 12 e 13 de março. De acordo com o presidente da Associação dos Servidores da Secretaria do Tribunal de Justiça do Estado da Paraíba (ASSTJE/PB), Altamir de Alencar Pimentel Filho, eles irão aguardar uma audiência com a presidência do Poder para decidir se entram em greve por tempo indeterminado.
Segundo Altamir de Alencar, os funcionários do Tribunal de Justiça reivindicam a reposição salarial referente à inflação do ano anterior, na data-base 2018, que chega a 3%. Ele afirmou que até o momento, a direção do TJ tem sinalizado não ter condições de conceder o reajuste.
Cerca de três mil servidores entre analistas judiciários, técnicos e auxiliares judiciais cruzarão os braços nos dois dias.
Na próxima sexta-feira (2), será a vez dos oficiais de Justiça promoverem uma Assembleia Geral para decidirem se vão aderir à paralisação das demais categorias.

Paraiba.com.br


Governo entrega livros com conteúdo preparatório para o Enem

A Secretaria de Estado da Educação (SEE) está distribuindo com os alunos matriculados no 3º ano do Ensino Médio das escolas da Rede Estadual de Ensino a coleção de livros com conteúdo dirigido ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).
Além dos quatro volumes que compõem a coleção, os concluintes recebem sete DVDs com vídeo aulas e acesso ao portal do conteúdo das quatro áreas de conhecimento: Ciências da natureza, Ciências Humanas, Linguagens e Códigos e Matemática. Foram confeccionados 8 mil coleções num investimento de R$ 2,5 milhões.
De acordo com o gerente executivo de Educação Profissional da SEE Américo Falcone, a entrega está sendo feita desde o primeiro dia de aula do ano letivo de 2018, para que o aluno possa contar com o material o mais cedo e realizar seus estudos. “A importância de reforçar os conteúdos dos três anos do Ensino Médio para que os alunos cheguem mais fortes na hora do Enem é o objetivo do Governo do Estado. A lógica é que os estudantes cheguem com a revisão de todo o conteúdo. Trabalhamos para que os resultados fossem os melhores, como está ocorrendo na Rede Estadual, registrando o maior número de aprovação de alunos no Enem, dos últimos sete anos, na Paraíba”, ressaltou Américo.
Segundo Américo Falcone, para utilização e aplicação do material ocorreu na sexta-feira (23) e sábado (24), formação nas cidades de João Pessoa, Campina Grande e Patos, com 288 coordenadores do Programa Vestibular Social do Governo do Estado – PBVEst, dos 36 polos que funcionam nas 14 Gerências Regionais de Educação (GREs). No dia 10 de março será a vez da capacitação (modalidade educação à distância), com os professores que vão participar do programa este ano. “O objetivo é orientar os educadores na utilização do material e do portal para revisão dos conteúdos contidos na Matriz Curricular do Enem, que inclui os três anos do Ensino Médio”, explicou.
O material será disponibilizado também para os alunos egressos da rede estadual, que se inscreverem no Programa Vestibular Social do Governo do Estado – PBVEst. “O investimento que o Governo do Estado faz está tendo retorno para os alunos, famílias e para a sociedade. Trabalhamos na elaboração e confecção do material em 2017, para que no início do ano letivo de 2018 esse material fosse disponibilizado para os alunos da rede estadual”, destacou o gerente.
PBVest – A previsão para este ano é que as inscrições do programa sejam realizadas até 05 de março e o início das aulas no dia 10 de março, prosseguindo até a data da realização da última prova do Enem. Em 2018 o programa chega a sua oitava edição e anualmente oferece 8 mil vagas.
Secom-PB 


Jungmann decide trocar comando da PF e demite Fernando Segovia

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, decidiu nesta terça-feira (27) trocar o comando da Polícia Federal e demitir o atual diretor-geral da corporação, Fernando Segovia.
Para o lugar de Segovia, que permaneceu pouco mais de 3 meses no cargo, Jungmann indicou o atual secretário nacional de Segurança Pública, Rogério Galloro.
Antes de assumir a Secretaria Nacional de Segurança Pública, Galloro era o número 2 na hierarquia da Polícia Federal na gestão de Leandro Daiello, antecessor de Fernando Segovia. O nome de Galloro foi sugerido ao presidente Michel Temer – pelo ministro da Justiça, Torquato Jardim – para assumir o comando da PF. Ele, porém, foi preterido e Temer decidiu nomear Segovia.
G1 


Barroso prorroga inquérito que investiga Temer por 60 dias

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu nesta terça-feira (27) prorrogar por 60 dias o inquérito que tem o presidente Michel Temer entre os investigados.
A prorrogação das investigações foi pedida pela Polícia Federal no último dia 20. Consultada, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, se manifestou favoravelmente.
Sobre o diretor-geral da PF, Fernando Segovia, Barroso afirmou que ele já manifestou "por escrito nos autos, e oralmente perante este relator, o compromisso de não interferir em qualquer medida no inquérito em curso. Considero-o, portanto, devidamente ciente de que deve se abster de qualquer pronunciamento a respeito."

O inquérito

O inquérito foi aberto em setembro do ano passado com base nas delações de Joesley Batista, dono do grupo J&F, e de Ricardo Saud, ex-executivo do grupo.
As investigações apuram o suposto pagamento de propina na edição, por Temer, de um decreto relacionado ao setor de portos.
De acordo com as investigações, a empresa Rodrimar, que atua no Porto de Santos (SP), teria sido beneficiada. Temer e a empresa negam a acusação.
G1 


PF recua e muda regra recém-adotada sobre operações após reação de delegados

A Polícia Federal reformulou uma regra interna, recém-comunicada dentro da corporação, após delegados alegarem que o procedimento poderia facilitar vazamento de informações.

A regra determinava que superintendentes da PF, ao solicitarem policiais de outros estados para reforçar uma operação prestes a ser deflagrada, registrassem o número do inquérito em um sistema que está em fase de testes. Antes, esse pedido era feito sem a necessidade de colocar o numero do inquérito no sistema. O ofício com a determinação foi revelado pelo site O Antagonista e confirmado pela TV Globo.

A obrigação de registrar o número do inquérito gerou forte reação dentre da PF. Além do risco de facilitar vazamento de informações, delegados ouvidos reservadamente pela reportagem apontaram outro problema: disseram que, se a regra vigorasse, delegados com "senha master", uma senha mais ampla, poderiam ter acesso até mesmo a inquéritos sob sigilo.

Nos bastidores, os delegados disseram que se preocupavam com a compartimentação das investigações. Compartimentação quer dizer a manutenção de informações de uma investigação restritas a poucas pessoas, não colocá-las em sistemas ou expô-las para um setor inteiro ter acesso. Essa é uma forma de preservar os trabalhos de possíveis vazamentos.

À TV Globo, a PF disse que “a área responsável pelo recrutamento recebeu sugestões de policiais para que fosse preservado o número do inquérito vinculado à operação, o que garantiria mais sigilo e compartimentação. A sugestão foi acolhida e, ainda, ontem [segunda-feira] nova orientação foi enviada ao setor de mobilização".

Segundo a corporação, a regra reformulada agora diz que o delegado pode descrever no sistema “processo sigiloso” ao invés de colocar o numero do inquérito, se avaliar que inserir a informação do número pode colocar a investigação sob risco.

Na prática, a nova orientação retira a obrigatoriedade de informar o número, ficando a cargo do delegado responsável pelo inquérito a avaliação da necessidade de incluir a informação no pedido de reforços.

Os mesmos delegados que reclamaram da regra da PF disseram que há um clima de desconfiança em relação ao diretor-geral, Fernando Segovia, dentro da corporação. O motivo são as recentes declarações dele sobre o inquérito que investiga o presidente Michel Temer.

Também citaram a reação da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, que pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) que emita ordem judicial para Segovia não interferir no caso.

Veja abaixo a integra da reposta da PF à TV Globo:

A Polícia Federal, quando ocorre a deflagração de grandes operações especiais de polícia judiciária, precisa mobilizar efetivo de diversas unidades e, muitas vezes, definir prioridades no desencadeamento de ações. Para isto a Polícia Federal vem desenvolvendo um sistema de mobilização.

Ao longo dos testes para implantação deste sistema foram solicitados dados de gestão relativos à Operação que solicita recrutamento de policiais. No caso concreto, a área responsável pelo recrutamento recebeu sugestões de policiais para que fosse preservado o número do inquérito vinculado à operação, o que garantiria ainda mais sigilo e compartimentação. A sugestão foi acolhida e, ainda ontem, nova orientação foi enviada pelo setor de mobilização.

A orientação anterior sobre a inclusão de número de inquérito policial no campo 9 do formulário de recrutamento foi definida ainda em 2016, na reformulação do sistema 'SISMOB' no sentido viabilizar demandas da fiscalização do MPF na função de controle externo da atividade policial de polícia judiciária.
G1 


Toyota RAV4 derruba Honda CR-V como SUV mais vendido do mundo

Honda e Toyota estão em pé de guerra e não é de hoje. As duas marcas japonesas – capazes de provocar um Fla-Flu automotivo quando são tema de discussão no Brasil – estão disputando palmo a palmo não apenas o mercado de sedãs, com o Honda Civic e o Toyota Corolla, mas também no segmento de SUVs, o que mais cresce no mundo. 
Saiu o ranking global dos SUVs mais vendidos e temos uma mudança importante. Com um aumento de 10,1% nas vendas, o Toyota RAV4 roubou o primeiro lugar do Honda CR-V, que teve uma ligeira queda de 0,8%. Segundo os números da consultoria Focus2Move, o RAV4 vendeu 800.676 unidades no ano passado, contra 754.417 do CR-V. 
Honda CR-V: com pequeno mercado no Brasil, o SUV japonês perdeu o primeiro lugar e emplacou 754.417 unidades
Divulgação
Honda CR-V: com pequeno mercado no Brasil, o SUV japonês perdeu o primeiro lugar e emplacou 754.417 unidades
Um dado interessante no ranking global é que dos 10 SUVs mais vendidos do mundo, nenhum faz grande sucesso no Brasil. Por questões de estratégia e característica de mercado, a Toyota prefere concentrar seus esforços no SW4 (plataforma da picape Hilux) do que no RAV4. E mesmo para o futuro próximo o RAV4 não aparece oficialmente como o carro que ganhará atenção da marca, que faz testes com o estiloso crossover híbrido C-HR e namora o Daihatsu DN Trec, do mesmo grupo. Quanto à Honda, continua apostando suas fichas (com sucesso) no HR-V, um SUV compacto. 
Volkswagen Tiguan: depois que mudou de geração, foi o que mais cresceu entre os top 10, com aumento de 37,5% nas vendas
Divulgação
Volkswagen Tiguan: depois que mudou de geração, foi o que mais cresceu entre os top 10, com aumento de 37,5% nas vendas
O mesmo acontece com o terceiro SUV mais vendido do mundo, o Volkswagen Tiguan. Com um expressivo crescimento de 37,5% nessa nova geração, o Tiguan vendeu 718.773 unidades em 2017, mas no Brasil deixou de ser o principal foco da Volks no mercado de SUVs. Todas as fichas serão apostadas no T-Cross, um SUV compacto que usa a mesma plataforma da dupla Polo/Virtus, para ser o carro de volume nesse segmento.
Em quarto lugar aparece o Hyundai Tucson, que registrou uma pequena queda de 4% nas vendas, mas conseguiu emplacar 619.622 unidades. No Brasil, para se ter uma ideia, o Tucson tem três gerações diferentes vendidas ao mesmo tempo: a atual com o nome de New Tucson, a anterior com o nome de ix35 e a antecedente com o nome de Tucson. Essa estratégia, aliás, mostra como o consumidor brasileiro é pouco exigente na hora de comprar um carro zero km, pois não temos conhecimento de que haja outro lugar do mundo no qual três gerações do mesmo carro convivam ao mesmo tempo no mercado. 

A cópia chinesa do Audi Q5 

Haval H6:  SUV da Great Wall aproveitou o tamanho de seu mercado para ficar na quinta posição no ranking de vendas
Divulgação
Haval H6: SUV da Great Wall aproveitou o tamanho de seu mercado para ficar na quinta posição no ranking de vendas
Se o Audi Q5 – por ser um carro de luxo – está distante do ranking dos mais vendidos, sua cópia chinesa, o Haval H6, vai muito bem, obrigado. Esse carro, fabricado pela Great Wall (Grande Muralha) manteve-se como o quinto SUV mais vendido do mundo, apesar de ter recuado 12,7% nas vendas de 2017, que fecharam em 506.853 unidades. 
Nissan Rogue: um dos seis carros japoneses entre os 10 mais vendidos, esse SUV foi feito para o mercado dos Estados Unidos
Divulgação
Nissan Rogue: um dos seis carros japoneses entre os 10 mais vendidos, esse SUV foi feito para o mercado dos Estados Unidos
Três Nissan aparecem na sexta, sétima e oitava posições. Mais uma vez, nenhum deles é vendido no Brasil, que tem no Kicks um carro em grande crescimento no mercado (mas é um projeto para a América Latina e não global). Pela ordem, os SUVs mais vendidos da Nissan são: Qashqai (498.235 unidades), Rogue (449.259) e X-Trail (430.325). Dos três, o que mais cresceu foi o Rogue, destinado ao mercado dos EUA. O Qashqai teve um aumento de 10,3% nas vendas e o X-Trail subiu 3,1%. 
Outro conhecido dos brasileiros ficou em nono lugar. Trata-se do Kia Sportage, primo do Hyundai Tucson. Porém, o Sportage foi o que mais caiu entre os 10 primeiros da lista, perdendo 15,9% das vendas. Mesmo assim, conseguiu licenciar 425.178 unidades.
Finalmente, fechando a lista dos 10 SUVs mais vendidos do mundo, aparece o Mazda CX-5, que cresceu 13,1% e emplacou 410.468 unidades. Não será surpresa se o CX-5 ultrapassar o Sportage este ano, confirmando a incrível supremacia japonesa nesse segmento. Apesar de a Mazda estar fora do mercado brasileiro (e não existem planos para sua volta), ela tem boa 
presença no México. Assim, dos 10 SUVs mais vendidos no mercado global, seis são japoneses, dois são coreanos, um é alemão e um é chinês. Mas a grande batalha é mesmo entre a Honda e a Toyota.

IG 


← ANTERIOR PROXIMA → INICIO

Editorial