quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Socioeducandos da Semiliberdade participam de evento do Auto Esporte Clube como gandulas

Atendendo ao convite do Auto Esporte, seis adolescentes da Fundação Desenvolvimento da Criança e do Adolescente ‘Alice de Almeida’ (Fundac), que atualmente cumprem medidas socioeducativas na Semiliberdade, participaram de festa em homenagem aos campeões de 1992, intitulada “Guerreiros de 92”, na recepção das bolas (gandulas) durante jogo que aconteceu no último sábado (6), no campo de treinamento do Clube.
Segundo a coordenação da festa, encabeçada pelo conselheiro e ex-presidente Manoel Demócrito de Assis, a ideia de dar oportunidade a socioeducandos, na faixa de 15 a 17 anos, de participar como gandulas do jogo de comemoração do evento ‘Guerreiros de 92’ partiu do contato que ele teve com Eginaldo Cordeiro (funcionário da Fundac). “Como desportista, minha meta é ajudar o próximo através do esporte, que eu considero um segmento muito importante para dar uma melhor qualidade de vida a essa garotada, que vive fase difícil de superação”, explicou Manoel.
“A oportunidade de estar participando do jogo como gandulas foi um momento especial para os socioeducandos da Unidade. Muitos deles sequer tiveram a oportunidade de ir a um campo de futebol profissional. Sem falar que é uma forma de estimulá-los a estudar, posto que é preciso respeitar os quesitos de bom desempenho escolar, bem como respeito ao próximo, para poder participar de eventos como esse”, explicou Davi Lira de Oliveira, diretor da Semiliberdade.
“Foi um evento grandioso e uma oportunidade deles passarem algumas horas convivendo em um ambiente sadio onde estavam grandes estrelas do nosso futebol. Uma pequena contribuição que o Auto Esporte pôde dar para estes adolescentes. Nós que, graças a Deus, temos uma vida dentro dos padrões de obediência às normas, leis e etc... temos que fazer o possível para recuperar aqueles que em um momento de fraqueza cometeram algum delito. Espero que os rapazes tenham tido a oportunidade de desfrutar do jogo, tenham a possibilidade de rever as suas posições e procurem se integrar ao futebol ou a outras atividades mais salutares”, falou Manoel Demócrito.
Para Noaldo Meireles, presidente da Fundac, a participação de jovens internos numa atividade esportiva tão marcante e importante para o futebol paraibano, ajuda a quebrar preconceitos e abrir portas para a reinserção deles na sociedade. Além de ludicamente colocar esses jovens no estádio de futebol participando e despertando sonhos. “Parabéns para a direção do Auto Esporte. Desejo que outras oportunidades surjam. Quem sabe uma parceria com a Federação Paraibana de Futebol para os jogos do campeonato paraibano de futebol”, disse Noaldo, agradecendo ainda a direção da Unidade e a todos que contribuíram para possibilitar esta oportunidade.
Secom-PB 



← ANTERIOR PROXIMA → INICIO

0 Comments:

Postar um comentário

Editorial