terça-feira, 2 de janeiro de 2018

Seleção Feminina: 2018, o ano da Copa América

Se 2017 foi de observação e jogos amistosos contra diferentes escolas do futebol para a Seleção Brasileira Feminina, 2018 é o ano da Copa América, competição que definirá o calendário dos próximos quatro anos. Pela primeira vez o campeonato será disputado em data FIFA, de 4 a 22 de abril, no Chile, o que significa que o técnico Vadão poderá também contar com as jogadoras que atuam foram do Brasil. 
A Seleção Brasileira é a maior campeã da competição: em sete edições, venceu seis (1991, 1995, 1998, 2003, 2010 e 2014) – a Argentina ficou com o título em 2006. Apesar da tradição em títulos, o treinador e sua comissão técnica tenta afastar de suas atletas qualquer pensamento de favoritismo para que isso não atrapalhe o trabalho até a Copa América e durante a disputa.
– Não podemos achar que só porque vencemos algumas vezes, seremos campeões. Todas as seleções têm trabalhado e evoluído. Não podemos repetir o mesmo erro de grandes seleções masculinas, por exemplo, que não conseguiram se classificar para a Copa do Mundo – analisou.
Para chegar preparada à Copa América, a Seleção iniciará os treinamentos já em janeiro, na Granja Comary. Inicialmente será um grupo, composto por jogadoras que atuam em clubes brasileiros e outras em times internacionais, que a temporada ainda não tenha começado. Nas datas FIFA até a competição – 15 a 23 de janeiro e 26 de fevereiro a 7 de março –, as atletas que não jogam no Brasil serão convocadas para treinamentos, ao lado das que jogam no país.
A etapa de treinamento visando à competição oficial se inicia dia 10 de janeiro na Granja Comary, em Teresópolis (RJ).
180 Graus

Nenhum comentário:
Write comentários

Disqus Shortname

Hey, we've just launched a new custom color Blogger template. You'll like it - https://t.co/quGl87I2PZ
Join Our Newsletter