quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

Ação contra fraudes em consignados cumpre todas as prisões

Dois anos e quatro meses depois de ser deflagrada a Operação Fanes, nove réus iniciam a execução provisória das penas, que variam de sete anos e seis meses até 24 anos e oito meses de reclusão.
A Polícia Federal cumpriu nove mandados de prisão nessa terça-feira (9), em Campina Grande (PB), Mogeiro (PB), Jaboatão dos Guararapes (PE) e Curitiba (PR), após pedido do Ministério Público Federal, de execução provisória das penas, ser deferido pela 6ª Vara da Justiça Federal. Foram presos André Soares da Cunha, Aluska Tavares dos Santos, Edvan Ramos dos Santos, Jacqueline Guedes Carneiro, Giovanni Caetano Soares da Silva, Romero Batista Teófilo, Dorgival Caetano da Silva, José Alexandre dos Santos e José Pereira da Silva.
A sentença em primeiro grau foi prolatada em março de 2016 e, no dia 14 de dezembro de 2017, o Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5) publicou o acórdão que confirmou as condenações.  As prisões de ontem referem-se ao denominado grupo principal.
Outros envolvidos
O MPF em Campina Grande denunciou 33 pessoas com envolvimento no esquema, tendo 30 sido condenadas em primeiro grau. POSTADO POR FERNANDO COUTINHO- NAÇÃORURALISTA.COM.BR

Nenhum comentário:
Write comentários

Disqus Shortname

Hey, we've just launched a new custom color Blogger template. You'll like it - https://t.co/quGl87I2PZ
Join Our Newsletter