terça-feira, 26 de dezembro de 2017

Prefeito Romero recebe na STTP o novo Diretor presidente do Denatran

Na manhã desta segunda-feira, 25, feriado de Natal, o Prefeito Romero Rodrigues esteve liderando, ao lado do superintendente Félix Neto, uma mesa de trabalhos na sede da STTP, durante a primeira visita do novo diretor presidente do Denatran Dr. Mauricio José Alves Pereira, a um órgão de trânsito regional no país após assumir o cargo. 
Maurício José, nascido em Campina Grande, é advogado, ex-diretor do Detran da Paraíba, e foi nomeado na última semana tonando-se o primeiro paraibano a assumir o cargo máximo do Denatran, Departamento Nacional de Trânsito. Sua visita objetivou conhecer de perto as tecnologias que a STTP tem implantado na cidade, a exemplo da fábrica de semáforos e a tecnologia da biometria facial, em funcionamento nos transportes coletivos da cidade.

A reunião também foi acompanhada pelo deputado federal Rômulo Gouveia, do ex-prefeito Félix Araújo Filho, e pelos secretários Dunga Júnior, presidente da Urbema, e Marcos Alfredo Alves, coordenador de Comunicação da Prefeitura.

Na saudação do prefeito Romero Rodrigues, o novo dirigente tem grandes desafios no trato com a mobilidade urbana, principalmente com o elevado aumento da frota de veículos, além do excesso de pessoas nas grandes cidades. "agradecidos estamos, pelo seu gesto em prestigiar sua cidade natal. Que ele receba de Campina Grande todo carinho e admiração dos que fazem esta terra" disse Romero, destacando ainda a capacidade e competência qualificada do novo dirigente.

O prefeito lembrou ainda das ações de mobilidade que estão sendo executadas, e dos avanços na estruturação da cidade, e que mesmo com a fragilidade de recursos ainda conseguiu adquirir dois importantes equipamentos para a STTP, como o caminhão para serviços de pinturas a frio, uma caldeira para pintura e sinalização termoplástica, além de novas motos para o monitoramento e fiscalização do trânsito. 

Já para Félix Neto, sempre foi uma satisfação e alegria receber o Dr. Mauricio Alves, mesmo antes como diretor do Detran/PB, e agora como dirigente maior do Denatran. "Parceiro é sempre parceiro, e Mauricio tem demonstrado sua capacidade de trabalho em equipe, e novamente assume seu compromisso com Campina Grande, de ampliar os projetos deste ano com sementes plantadas para 2018", disse o superintendente da STTP.

Na condição de diretor geral, Mauricio também passa a ser o primeiro brasileiro a assumir o Denatran após passar por todas as esferas dos órgãos de trânsito, quando ocupou as funções de superintendente da STTrans de Patos, e de diretor do Detran Paraíba. 

Nas suas palavras, o dirigente do Denatran falou que não medirá esforços para lutar e atender os pleitos da Paraíba, e em especial da STTP e de Campina Grande.  "Esta cidade que é um orgulho para nosso país, tem gestores e uma equipe competente na referencia tecnológica de trânsito e transportes, e tem mais é que conquistar novos desafios. E vamos trabalhar unidos para continuar com esse desenvolvimento", disse Mauricio focando também o quesito das ações de campanhas de educação de trânsito, a exemplo do Maio Amarelo.

O deputado Romulo Gouveia, que também participou do encontro, elogiou a capacidade técnica do novo diretor do Denatran, e estacou o pioneirismo de Campina Grande na área de mobilidade, além de ressaltar a importância da parceria entre a STTP com o Denatran na ampliação dos projetos e serviços que hoje são referências para o Brasil. "Nossa equipe em Brasília agora está mais fortalecida com a chegada de Dr. Mauricio Alves. E juntos, estaremos lutando por mais recursos e aprovação de projetos elaborados para mobilidade urbana da nossa Campina Grande", disse Rômulo.

Para finalizar a visita do presidente do Denatran à Campina Grande, a comitiva se dirigiu até a alça leste, uma das obras de mobilidade urbana em execução na cidade, e que vai interligar a BR-230 (no sentido João Pessoa – Campina Grande) ao bairro do Santo Antônio.

Assessoria 



← ANTERIOR PROXIMA → INICIO

0 Comments:

Postar um comentário

Editorial