quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

Idosas são resgatadas com indícios de maus tratos, em João Pessoa

Negligência, maus tratos e exploração financeira. Essas são algumas das características em que duas senhoras foram encontradas, em João Pessoa. Através da promotoria de Justiça e Defesa a Cidadania e dos Direitos Fundamentais da capital, medidas de proteção em favor das idosas foram aplicadas com o objetivo de resguardar a saúde das idosas.
No primeiro caso, de acordo com a promotora de Justiça Sônia Maia, uma mulher de 66 anos vivia em condições sub-humanas com o esposo, no bairro 13 de Maio. O ambiente apresentava mau cheiro e não havia indícios de limpeza, incidindo em abandono familiar. Após resgate, a idosa foi encaminhada à instituição de longa permanência Divina Misericórdia, onde deve permanecer por um tempo.
Na segunda ação, outra idosa de 63 anos era vítima de privação da liberdade onde morava, no bairro da Torre. O principal suspeito é um rapaz que se dizia cuidador. Além da privação, a mulher era explorada financeiramente e sofria maus tratos. “A idosa perdeu os movimentos dos membros inferiores, cujas causas serão devidamente apuradas, vivia em situação deplorável, se arrastando pelo chão, em uma casa toda gradeada, sem condições mínimas de higiene. Não dispunha sequer de um colchão pra dormir”, disse a promotora. 

A senhora foi conduzida para a Instituição de Longa Permanência para Idosos 'Vila Vicentina'. Familiares foram contactados para tomar as devidas providências.
T5 



← ANTERIOR PROXIMA → INICIO

0 Comments:

Postar um comentário

Editorial