domingo, 24 de dezembro de 2017

Garoto pede farda da PM em carta ao Papai Noel e chora ao ganhar o presente de policiais

Uma "ocorrência" em Itatiba (SP) comoveu a equipe da Polícia Militar que foi até uma casa do Jardim Novo Horizonte para um chamado de uma mãe. A mulher acionou a PM para atender ao pedido do filho, fã da corporação, que pediu ao Papai Noel uma farda.
Os policiais foram até o endereço e levaram, além do uniforme cinza da Polícia Militar de São Paulo, de tamanho reduzido, vários brinquedos para Adrian e as crianças vizinhas.
Os PMs foram fazer a surpresa para o pequeno o garoto, de 9 anos, mas acabaram surpreendidos pela emoção dele. Logo que recebeu a farda, o garoto começou a chorar, deixando a equipe policial comovida.
Para o soldado da PM, Tiago Vilas Boas, que participou da ação, o gesto do garoto é um reconhecimento do trabalho dos policiais.
"Ver uma criança de 9 anos emocionada traz a tona o desejo de ser policial. Uma criança com um sonho desses, nos sentimos motivado. Tanta coisa de ruim que a gente vê na televisão e, de repente, uma criança com esse sonho", diz.

Carta ao Papai Noel

Vilas Boas diz que o pedido foi feito pela mãe do garoto, ao "escrever uma carta ao Papai Noel", em uma campanha da associação comercial da cidade. Ao receber o pedido, a associação encaminhou o pedido ao 49º Batalhão da Polícia Militar, que atua em Itatiba.
"Papai Noel, este ano gostaria muito que o senhor me desse uma fantasia de policial, pois meu sonho é ser policial quando eu crescer. Mas minha mãe e meu pai não estão tendo condições de me dar", escreveu Adrian na carta.
Garoto de Itatiba pediu 'fantasia da PM' em carta ao Papai Noel (Foto: Bárbara Leão/Jornal da Região)Garoto de Itatiba pediu 'fantasia da PM' em carta ao Papai Noel (Foto: Bárbara Leão/Jornal da Região)Garoto de Itatiba pediu 'fantasia da PM' em carta ao Papai Noel (Foto: Bárbara Leão/Jornal da Região)
Em outro trecho, o garoto convida o "bom velhinho" a ir a casa dele, mas se mostra compreensivo com as tarefas do Papai Noel.
"Gostaria muito que o senhor viesse na minha casa, mas se não der vou entender, pois sei que não está fácil pois tem muitas crianças precisando."
Logo que receberam o pedido, o soldado Vilas Boas conta que os policiais fizeram contato com a mãe para fazer a surpresa e pegar as medidas do Adrian.
"Ele pediu a farda, mas se não desse, queria um carrinho de controle remoto, mas tinha que ser da polícia. Nós [policiais] fizemos um rateio para comprar os brinquedos", diz Vilas Boas. O soldado conta que a ação foi iniciativa do Major Frederico Afonso Isidoro, responsável pelo batalhão.
Segundo o PM, o irmão Patrick, de 13 anos, que quer ser caminhoneiro, também ganhou um de brinquedo, além de outros presentes distribuídos às crianças da rua.
Adrian com um dos policiais que fizeram a surpresa para ele (Foto: Bárbara Leão/Jornal da Região)Adrian com um dos policiais que fizeram a surpresa para ele (Foto: Bárbara Leão/Jornal da Região)Adrian com um dos policiais que fizeram a surpresa para ele (Foto: Bárbara Leão/Jornal da Região)


G1 


← ANTERIOR PROXIMA → INICIO

0 Comments:

Postar um comentário

Editorial