segunda-feira, 6 de novembro de 2017

PERDA DE CONTROLE

ROBERTO CAVALCANTI
 
COMPARTILHAR:

PERDA DE CONTROLE

05 de novembro de 2017
Em 8 de maio de 1945, a guerra terminou na Europa, com os aliados vencendo o nazismo. Mas, continuava no Pacífico. O Japão resistia. Após frustradas tentativas de negociação, no dia 6 de agosto foi lançada uma bomba de urânio em Hiroshima, mas só três dias depois, quando foi lançada a de plutônio sobre Nagasaki, que matou mais de 60 mil pessoas, houve a rendição.

As bombas foram tão letais, que nunca mais foram usadas. Passados 72 anos, permanecem na memória mundial e inspiraram movimentos em defesa da paz.

Infelizmente, na última semana descobrimos que os efeitos da violência no Brasil são os de uma bomba nuclear. Que os números de 2016 se equiparam aos de Nagasaki: foram 61.619 mortes violentas.

A explosão da selvageria ocorre na vigência do Estatuto do Desarmamento, lei sancionada em 23 de dezembro de 2003 pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que proíbe porte de armas pelos cidadãos.

Antes, os brasileiros tinham direito a autodefesa. Como exemplo histórico, a reação ao banditismo, sendo famosa a resistência à invasão de Mossoró pelo bando de Lampião.

Cercada a cidade, recebidos os pré-avisos do ataque devidamente acompanhados de proposta de extorsão, a população, unida à pequena força pública, optou por não se submeter. No confronto, mataram os cangaceiros “Colchete” e “Jararaca” e fizeram Lampião correr.

À época, o cidadão podia possuir armas para sua própria defesa. Hoje, desarmado, assiste à violência sem nenhuma capacidade de reação. Se percebe o vizinho sendo assaltado, sua resposta máxima será um discreto telefonema anônimo para a Polícia.

No passado havia o respeito mínimo à autoridade. Hoje, assistimos delegacias e quartéis sendo assaltados. Antes de explodir bancos, os bandidos alvejam suas sedes como aviso para que não se atrevam a enfrentá-los.

A cultura nordestina do armamento vem da necessidade da autodefesa. Na prática está comprovado que o desarmamento dos cidadãos de bem apenas permitiu o armamento unilateral dos bandidos.

Hoje, tenho convicção de que o Estatuto do Desarmamento foi implantado no Brasil por razões puramente ideológicas. O país não estava preparado para defender o cidadão. Não é à toa a perda de controle em determinados estados.

O quadro de explosões a bancos na Paraíba, por exemplo, transforma a lendária cidade “Tombstone”, do Velho Oeste americano, em pequeno paraíso. Até ontem – e esse número já pode está desatualizado – 55 agências foram destruídas. Como estamos na 44ª semana do ano, a média é de mais de uma por semana.

Também estamos assistindo o fim da atividade rural em áreas do Nordeste com bom potencial. Conheço um casal morador-administrador de propriedade rural em Monteiro que foi assaltado à porta de sua casa.

Ele espancado, ela traumatizada. Como consequência, a decisão de abandonarem o campo. A esposa já não consegue viver naquele recanto de beleza e aconchego. Hoje têm de declinar do emprego certo e estável.

Não é caso isolado, infelizmente. Antigamente o êxodo rural era motivado pelos aspectos econômicos, dentre eles a seca. Hoje, resulta da violência.

Feliz o tempo em que andávamos armados e podíamos exercer nosso legítimo direito de defesa. O estado, quando reage, é para desarmar o cidadão de bem, que se ousar se proteger, será levado à Justiça e punido, enquanto os criminosos riem.

Sou pelo fim do Estatuto do Desarmamento, a favor do direito a legítima defesa.

Se um dia tivermos um país que pague condignamente aos seus militares; que tenha equipado sua força do bem para que possa vencer a criminalidade; e que esteja pacificado, poderemos mais uma vez adotar restrições às armas.

É inconcebível que o país, diante de uma proposta que não deu certo – e os números provam -, não seja capaz de corrigi-la. Até quando? Não posso aceitar um país de acovardados, desarmados e indefesos.
POSTADO POR FERNANDO COUTINHO - NAÇÃORURALISTA.COM.BR

Nenhum comentário:
Write comentários

Disqus Shortname

Hey, we've just launched a new custom color Blogger template. You'll like it - https://t.co/quGl87I2PZ
Join Our Newsletter