domingo, 12 de novembro de 2017

Hamilton fica indignado com assalto sofrido pelos companheiros em São Paulo: 'todo ano'

Lewis Hamilton ficou indignado com o assalto sofrido por uma equipe da Mercedes na noite da última sexta-feira, quando os integrantes da equipe deixaram o autódromo de Interlagos, em São Paulo, em uma van e foram abordados na avenida Interlagos por volta das 20h. 
"Isso acontece todo ano aqui. A F1 e as equipes precisam fazer algo, não têm desculpas", completou.
De acordo com o diretor de comunicação da Mercedes, a abordagem ocorreu por volta das 20h (de Brasília) nos arredores do autódromo. Um veículo obrigou a van a parar na avenida Interlagos. Abordou os funcionários da equipe (a maioria eram mecânicos) e realizaram o furto.
"Um veículo conseguiu nos fazer parar. Alguns homens nos abordaram e levaram pertences. [Quais pertences?] Posso dizer apenas que eram  itens muito valiosos para a equipe. O importante é que nada de grave ocorreu e todos estão bem. É tudo que posso comunicar", disse o porta-voz da Mercedes.
Ele não mencionou o uso de armas pelos assaltantes. Disse que a equipe preferiu não registrar queixa na polícia e que todos estavam bem.
A Mercedes já havia sofrido no GP anterior, no México, quando funcionários da equipe tiveram relógios e carteiras roubadas no caminho do aeroporto ao hotel, na Cidade do México. Na ocasião, ninguém se machucou.
Em outros anos do GP do Brasil também ocorreram casos de assalto ou tentativa. 
Em 2010, talvez no caso de maior repercussão internacional, o piloto Jenson Button conseguiu escapar ileso de uma situação assim. Ele estava acompanhado do pai, John, no veículo e ao deixar o autódromo de Interlagos sofreu a abordagem. Como o carro era blindado, ele conseguiu fugir. 

ESPN 

Nenhum comentário:
Write comentários

Disqus Shortname

Hey, we've just launched a new custom color Blogger template. You'll like it - https://t.co/quGl87I2PZ
Join Our Newsletter