quinta-feira, 2 de novembro de 2017

Filho de vice-governadora foi intimado a depôr no caso Ivanildo Viana mais de um ano antes de prisões

O radialista do Sistema Arapuan, Fabiano Gomes, nesta quarta-feira (1º), esclareceu a participação de Renato Feliciano (filho da vice-governadora Lígia Feliciano e do deputado federal Damião Feliciano) na investigação sobre a morte do radialista Ivanildo Viana, assassinado em fevereiro de 2015 em Santa Rita.

De acordo com o apresentador do programa Rádio Verdade, o que ocorreu foi um erro temporal porque Renato foi chamado para esclarecimentos um ano e dois meses antes de a Polícia Civil ter prendido um grupo de extermínio acusado do crime e não quinze dias depois, como havia sido noticiado anteriormente. 
“Ele foi chamado como tantas outras pessoas que eram do convívio de Ivanildo que foram convidados a depor para tentar chegar à elucidação do crime, como vários companheiros de Rádio que também foram convidados a depor”, explanou Fabiano. 

“A fonte que repassou essa informação de maneira errônea quer é manchar a honra da minha família, e da minha mãe, sessenta dias antes de um ano eleitoral por questões politiqueiras. Eu pergunto aos ouvintes, quem teria intenção de sujar politicamente o nome da vice-governadora?”, questionou Renato durante participação na Arapuan FM. 

Yves Feitosa

Nenhum comentário:
Write comentários

Disqus Shortname

Hey, we've just launched a new custom color Blogger template. You'll like it - https://t.co/quGl87I2PZ
Join Our Newsletter