terça-feira, 28 de novembro de 2017

Delegado nega participação de policial amigo de Luiz Antônio em operação que prendeu Berg Lima

O delegado Lucas Sá, da Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF), avisou nesta segunda-feira (27) que pode acionar o Ministério Público contra as “mentiras” de que um policial ligado ao prefeito interino de Bayeux, Luiz Antônio (PSDB), teria participado da operação que resultou na prisão do prefeito afastado, Berg Lima.

“Essa divulgação de que o funcionário daqui teria participado da prisão, é mentira e quem tiver falando isso vai ter que provar, caso contrário, vai responder procedimento e eu sou o primeiro a instaurar procedimento contra a pessoa”, declarou.

Ele disse que o policial foi afastado da delegacia, após informações de que ele teria amizade com o tucano.

“Se existia um servidor aqui na delegacia que tinha amizade com esse vice-prefeito, isso não cabe a mim falar porque não tem nenhum tipo de interferência no trabalho da delegacia. Assim que eu tomei conhecimento dessa situação, que não era do meu conhecimento, dessa reciprocidade, dessa amizade, o afastei da delegacia, ele está à disposição da Superintendência”, falou.

Lucas Sá adiantou ainda que a presença do policial da DDF não comprometeu as investigações.

“Não compromete porque ele é escrivão de polícia, nunca saiu para a rua, e pelo contrário, não tem porte de arma. Não participou de nenhum ato da prisão. Ele é um servidor lotado aqui, mas só cumpria funções administrativas”, finalizou.


Paraiba.com,br

Nenhum comentário:
Write comentários

Disqus Shortname

Hey, we've just launched a new custom color Blogger template. You'll like it - https://t.co/quGl87I2PZ
Join Our Newsletter