terça-feira, 14 de novembro de 2017

Caixa quer operar jogos de azar no Brasil, diz presidente do banco

O presidente da Caixa, Gilberto Occhi, afirmou nesta segunda-feira (13) que o banco quer ser o operador dos jogos de azar no Brasil. De acordo com ele, além de fiscalizar a atividade a Caixa pode ser responsável pelo pagamento aos ganhadores.
Occhi disse que já conversou com os senadores Ciro Nogueira (PP-PI) e Fernando Bezerra (PMDB-PE), respectivamente autor e relator do projeto que propõe a legalização dos jogos de azar no Brasil e que tramita no Senado.
Na semana passada, governadores de pelo menos 15 estados pediram aos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), celeridade na tramitação do projeto. Segundo os governadores, os tributos cobrados seriam utilizados como receita para um fundo de segurança pública.
"Discutimos a estruturação dos jogos, onde a Caixa participa como gestora, coordenadora, controladora e pagadora, para ter credibilidade. O país não tem uma agência reguladora de jogos e a Caixa é o agente hoje que tem credibilidade e respeito", afirmou.
A Caixa é a operadora das loterias no Brasil e é responsável, por exemplo, pela Mega-Sena e pelo Timemania.
De acordo com Occhi, a previsão inicial é de que a legalização dos jogos de azar possa gerar uma arrecadação de R$ 20 bilhões por ano.
G1 

Nenhum comentário:
Write comentários

Disqus Shortname

Hey, we've just launched a new custom color Blogger template. You'll like it - https://t.co/quGl87I2PZ
Join Our Newsletter