sábado, 14 de outubro de 2017

Secretário diz que RC não vai permitir paralisação de obras e dispara contra PMJP: 'Ato violento'

O secretário de Comunicação Institucional do Estado, Luis Tôrres, foi duro com a Prefeitura de João Pessoa ao classificar de “ato violento” o embargo da obra da Perimetral Sul realizado na última quarta-feira (11). De acordo com ele, além de não executar serviços na cidade, a gestão tenta atrapalhar as ações do estado.
“É um ato violento por parte da Prefeitura Municipal de João Pessoa realizado na quarta-feira em que embargou toda a extensão da obra Perimetral Sul, uma obra que tem o objetivo de beneficiar mais de 300 mil habitantes da cidade de João Pessoa quando concluídas”, disse.

O auxiliar do governador Ricardo Coutinho avisou que o governo não vai permitir a interrupção da obra e chamou de desnecessária a intervenção da prefeitura.

“Mesmo que o DER não tivesse nenhum documento, certidão necessária para a execução da obra, o ato da gestão municipal de João Pessoa já seria um ato prejudicial à população que é quem vai se beneficiar com a obra. Bastaria dar um prazo para a entrega dos documentos com a obra em execução, aí seria tirada a prova dos noves”, falou.

Em entrevista ao Rádio Verdade, o secretário de Meio Ambiente da Prefeitura de João Pessoa, Abelardo Neto, informou que tão logo soube do embargo, suspendeu os efeitos da decisão.

Paraiba.com.br

Nenhum comentário:
Write comentários

Disqus Shortname

Hey, we've just launched a new custom color Blogger template. You'll like it - https://t.co/quGl87I2PZ
Join Our Newsletter