segunda-feira, 4 de setembro de 2017

OLHO VIVO - POR SIMORION MATOS

DE VOLTA À ORIGEM
Se for confirmada a filiação do deputado João Henrique ao PPS, segundo admitem fontes próximas ao parlamentar, isto representaria um retorno dele à legenda. Quando iniciou em 2003 as suas atividades políticas na terra natal, Monteiro, João Henrique filiou-se ao PPS, legenda pela qual disputou a Prefeitura de Monteiro, em 2004.
A campanha pelo PPS em 2004 serviu de alicerce para a sua vitoriosa caminhada, porque 2 anos depois, em 2006, João Henrique conquistou o seu primeiro mandato de deputado, tendo sido reeleito em 2010 e 2014. .
COMANDO ESTADUAL
Amigos e correligionários de João Henrique que falam na sua possível volta ao PPS admitem também que este retorno somente seria possível se ele, que foi o 3º deputado mais votado no estado, assumisse o comando da legenda na Paraíba, o que provocaria a saída do partido do bloco de apoio ao governador Ricardo Coutinho.
Atualmente o PPS paraibano tem como presidente o jornalista Nonato Bandeira, ligado politicamente ao governador. .
PROMOVENDO O TURISMO
Valorizando o potencial turístico de Monteiro, a prefeita Anna Lorena vem desenvolvendo ações importantes para que a cidade se consolide cada vez mais como cidade turística. Na área de eventos Monteiro tem se destacado, e recentemente centenas de ciclistas de todo o Nordeste “invadiram” a Princesa do Cariri, movimentando bastante a cidade e a região.
Os principais atrativos são: a loca de Zabé, o portal das águas da Transposição do Rio São Francisco, o Museu Histórico e a Serra do Peru.
35 ANOS NO AR
A Rádio Princesa Isabel estará completando na quinta-feira, 7 de setembro, 35 anos de funcionamento, prestando relevantes serviços à população da Serra do Teixeira.
E emissora está migrando de AM para FM e implantando uma nova e dinâmica programação, fortalecendo a informação, os serviços e o entretenimento.
A diretora do Grupo João Henrique de Comunicação, Edna Henrique, está cuidando pessoalmente das providências para a migração e garante que a emissora está recebendo grandes investimentos, com equipamentos top de linha.
CANDIDATO GIRASSOL
Pelo andar da carruagem, o médico e ex-prefeito do Congo, Romualdo Quirino, deverá ser mesmo o candidato a deputado estadual do governador Ricardo Coutinho na região do Cariri Ocidental.
O médico não esconde o entusiasmo com a possível candidatura e está em ritmo de pré-campanha.
APOIO A BATINGA
O vereador monteirense Bião Nunes (PMDB) confirmou que, se Carlos Batinga for candidato a deputado estadual em 2018, terá o seu apoio. Caso Batinga não seja candidato, Bião não teria definido ainda quem irá apoiar.
No âmbito municipal, o vereador faz parte da bancada oposicionista, embora faça rasgados elogios à gestão da prefeita Anna Lorena.
ATUAÇÃO DESTACADA
O vereador Cajó Menezes (PSDB), já eleito para presidir a Câmara Municipal de Monteiro no biênio 2019/2020, vem tendo excelente atuação na Casa José Ferreira Tomé, apresentando projetos importantes e fazendo um significativo trabalho de articulação com os seus colegas do legislativo municipal.
Quando foi vice-prefeito, Cajó também desenvolveu um bom trabalho, contribuindo bastante com a gestão de Edna Henrique..
PENSAMENTO DA SEMANA:
“Os poderosos podem matar uma, duas, três flores, mas jamais deterão a primavera!”
(Che Guevara)
COISAS & CASOS
O poeta monteirense Nal Nunes recebeu um mote do conterrâneo Nenén Simões e nos brinda com versos inspirados no tema O tempo ingrato apagou/As tintas do meu retrato.
Entre flores e espinhos
Eu vivi ao lado dela
Foi o jeito eu deixar ela
Rejeitar os seus carinhos
Procurei outros caminhos
Outro ombro, um aparato
Um amor de imediato
Prá curar o que restou
O tempo ingrato apagou
As tintas do meu retrato
Na hora da despedida
Levei tudo que queria
Somente a fotografia
Lembrança de uma vida
Uma noite mal dormida
Muito tempo sem contato
Na distância sem olfato
Que nem a foto aguentou
O tempo ingrato apagou
As tintas do meu retrato
Retrato da cristaleira
O da parede da sala
Guardado na minha mala
Outro na minha carteira
Guardo um na cabeceira
No escuro acho no tato
O tempo foi tão ingrato
Destruiu o que ficou
O tempo ingrato apagou
As tintas do meu retrato
Vivo só, sem companhia
Entregue aos desenganos
Sem horizonte, sem planos
Igual à fotografia
Era tudo que havia
De lembrança neste ato
Papel ruído de rato
Nem seu rosto ele deixou
O tempo ingrato apagou
As tintas do meu retrato
O tempo é senhor da vida
O tempo faz o que quer
Pode mudar a mulher
Que foi minha preferida
Até a foto querida
O tempo foi tão ingrato
Voltarei ao celibato
O resto o tempo levou
O tempo ingrato apagou
As tintas do meu retrato
Contatos com a coluna: simorionmatos@gmail.com

Nenhum comentário:
Write comentários

Disqus Shortname

Hey, we've just launched a new custom color Blogger template. You'll like it - https://t.co/quGl87I2PZ
Join Our Newsletter