sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Ex-presidente da Câmara de Cabedelo é acusado de desviar R$ 8 mi e deve responder por lavagem de dinheiro

O ex-presidente da Câmara Municipal de Cabedelo, Lucas Santino, está sendo acusado de desviar pelo menos R$ 8 milhões dos cofres públicos entre os anos de 2013 e 2016. O relatório apresentado pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na noite desta quinta-feira (28) constata que o ex-gestor poderá responder por lavagem de dinheiro, associação criminosa, fraudes em licitações, prevaricação, dentre outros crimes.
O presidente da CPI, Antônio Valle, destacou o trabalho realizado ao longo de seis meses que resultou na comprovação dos crimes praticados por Lucas Santino. Ele adiantou que a Comissão pedirá o indiciamento do ex-presidente.
“Foram mais de R$ 8 milhões de desvios realizados nos últimos anos, a Câmara perdeu com isso. Agora, estamos podendo trazer para conhecimento de todos os parlamentares e da sociedade de Cabedelo o que ocorreu na Legislatura passada na Câmara Municipal”, disse.
Além do ex-presidente, a Câmara constatou o envolvimento de familiares e assessores no esquema de desvio de recursos públicos. Segundo as investigações, no “apagar das luzes” do mandato de Lucas, a Câmara endossou um cheque no valor  de R$ 392 mil, dos quais R$ 226 mil foram depositados na conta da mãe do ex-parlamentar.
“Não é uma CPI personalista, contra uma única pessoa. Ela iniciou pelo ex-presidente, que era o ordenador de despesa, mas no decorrer das investigações, encontramos a participação de outras pessoas, inclusive, envolvendo pessoas da própria família do ex-presidente, a exemplo do irmão, da mãe, de ex-assessores e pessoas ligadas ao ex-presidente”, observou.
O relator da CPI, Júnior Datele, adiantou que todo o material levantado pela Comissão será encaminhado aos órgãos de fiscalização para a solicitação das medidas cabíveis.
“Vamos encaminhar aos órgãos competentes, ao Ministério Público Estadual, ao Ministério Público Federal por conta de fraudes contra a Caixa Econômica Federal e ao Tribunal de Contas do Estado”, declarou.
Durante os trabalhos da Comissão, que teve como membro o vereador Rogério Santiago, foram ouvidas mais de 50 pessoas, dessas, quatro chegaram a ser presas. Antônio do Valle espera que até a próxima segunda-feira, o relatório com mais de 100 páginas esteja disponível à população.

Paraiba.com.br

Nenhum comentário:
Write comentários

Disqus Shortname

Hey, we've just launched a new custom color Blogger template. You'll like it - https://t.co/quGl87I2PZ
Join Our Newsletter