quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Presidente da Câmara de Conde se diz vítima de 'armação e golpe'

O vereador Naldo Cell (PT), presidente da Câmara Municipal do Conde, atribuiu seu afastamento do cargo a uma perseguição política. Ele afirma ter sido vítima de armação e um golpe que culminou no afastamento por 20 dias.
Em contato com a imprensa na tarde desta terça-feira (8), o parlamentar alegou que todas as suas ações que foram alvos de denúncias na Casa passaram pelo crivo do Tribunal de Contas do Estado (TCE).
Segundo ele, o afastamento tem o objetivo de “barrar” o processo progressivo que ele vem implantando na Câmara.
“Fizemos uma revolução muito grande e por raiva de muitos políticos, eles conseguiram fazer essa armação e golpe que vai ser revertido com certeza”, afirmou.
O presidente disse que vai reunir todas as documentações necessárias para fazer a sua defesa e está tranquilo quanto a sua inocência.
“Se o julgamento for de fato administrativo em cima de fatos concretos e provas, eu estou tranquilo de que me manterei no cargo”, frisou.
Ele é acusado pelos parlamentares de praticar uma série de irregularidades na Casa ao longo da sua gestão, entre elas, favorecer parentes em licitações. Segundo os vereadores, uma empresa que tem a mãe dele como membro da diretoria venceu licitação pública para fazer reforma na Câmara. Conforme a denúncia, a obra custaria R$ 90 mil.
Ainda pesa contra ele a acusação de superfaturamento na compra de três palmeiras do tipo ‘rabo de raposa’ entre outras irregularidades.
O afastamento foi aprovado por um placar de 8 votos a 2.
Paraiba.com.br

Nenhum comentário:
Write comentários

Disqus Shortname

Hey, we've just launched a new custom color Blogger template. You'll like it - https://t.co/quGl87I2PZ
Join Our Newsletter