quarta-feira, 25 de abril de 2018

Madrugada explosiva: Bandidos destroem mais uma agência bancária no Brejo Paraibano

Mais uma agência bancária foi alvo da “Gangue da Dinamite” na Paraíba. Desta vez a bandidagem escolheu a cidade de Bananeiras, no Brejo Paraibano, para agir.
Durante a madrugada desta quarta-feira (25), a quadrilha formada por cerca de 8 homens que estavam em dois carros já chegou à cidade atirando.
Eles foram direto para um posto avançado de atendimento do Bradesco e explodiram todos os caixas eletrônicos. A força da explosão foi tão grande que destruiu toda a estrutura física do prédio.
Durante a figa, os bandidos espalharam grampos pelo meio da rua como forma de dificultar a perseguição por parte da polícia e ainda saíram atirando para todos os lados. Várias cápsulas deflagradas de armas de grosso calibre foram encontradas no meio da rua.
De acordo com o Sindicato dos Bancários da Paraíba, este é o 27º ataque a bancos neste ano. 
Ainda não se sabe se eles conseguiram levar o dinheiro. 

Paulo Cosme;Márcio Rangel


Por 6X1 , TSE absolve Ricardo no julgamento da AIJE Fiscal que pedia sua cassação

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negou nesta terça-feira (24), por um placar de 6 votos a 1, provimento ao recurso movido pela coligação “A vontade do povo” no processo que ficou conhecido como “Aije Fiscal”, na eleição de 2014. A Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije) pedia as cassações dos mandatos do governador Ricardo Coutinho (PSB) e sua vice, Lígia Feliciano (PDT). Os dois eram acusados de abuso do poder político e econômico nas eleições de 2014, quando o gestor disputou a reeleição. O relator do processo, o ministro Napoleão Nunes Ferreira, em voto proferido, tratou os benefícios concedidos pelo governo do Estado em ano eleitoral como “assistencialismo necessário”. A decisão seguiu o mesmo entendimento da instância inferior, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) da Paraíba.
As acusações foram relativizadas pelo relator da ação no TSE, Napoleão Nunes Ferreira. Ele ressaltou que a concessão de incentivos fiscais no Nordeste sempre foi visto como compadrio. Na visão dele, no entanto, não existe programa “minimamente eficaz que não abra mão de receita pública”. O magistrado ressaltou que, na visão dele, houve assistencialismo necessário. Lembrando a origem nordestina e o fato de ter atuado no Tribunal Regional Eleitoral no início da carreira jurídica, o magistrado alegou que se não houver assistencialismo na região, as pessoas morrem de fome e de sede. Ele falou ainda que o Código Tributário permite a remissão total ou parcial dos débitos. O limite, ele assegura, é a gratuidade.
O entendimento do relator foi seguido pelos ministros Jorge Mussi, Admar Gonzaga Neto e Tarcísio Vieira de Carvalho, formando maioria de quatro votos dos sete possíveis. Na sequência, a ministra Rosa Weber manifestou entendimento contrário em relação aos colegas, por entender que houve conduta vedada. Ela disse ter pensado em pedir vista, porém, mudou de ideia ao ver a maioria formada e decidiu votar pelo provimento parcial do recurso. O ministro Roberto Barroso, relembrando o termo “jegue motorizado” usado pelo relator para se referir às motos, disse ter visto o caso no limite do desvirtuamento da lei. Ele entendeu que houve atenuantes e que, por isso, não valeria contrariar a “soberania popular” do voto. Barroso votou pelo não provimento do recurso. O entendimento foi seguido pelo presidente da corte, Luiz Fux.
O gestor é acusado de ter usado a máquina administrativa por meio da concessão de isenção de créditos tributários de Impostos sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), isenção ou redução de Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) e de taxas do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e de créditos tributários do programa Gol de Placa na eleição de 2014. As acusações foram reforçadas pelo procurador-geral eleitoral adjunto, Humberto Jacques de Medeiros, para quem houve conduta vedada no pleito. Ele lembrou a vedação da “distribuição gratuita de bens, valores ou benefícios por parte da Administração Pública, exceto nos casos de calamidade pública, de estado de emergência ou de programas sociais autorizados em lei…”.
Wscom 


Polícia Federal realiza operação contra crimes previdenciários em João Pessoa

A Polícia Federal realiza na manhã desta quarta-feira uma operação para combater crimes previdenciários.
Informações dão conta de que a ação da PF ocorre apenas na cidade de João Pessoa.
Mais informações a qualquer momento. 

Paraiba.com.br


Câmara de JP discute os direitos dos idosos e das pessoas com deficiência

Na tarde desta terça-feira (24), a Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) realizou uma sessão especial para debater e promover reflexões, junto à sociedade, sobre os direitos das pessoas com deficiência. A discussão foi proposta pela vereadora Helena Holanda (PP) e aconteceu no Plenário Fernando Paulo Carrilho Milanez, no anexo da CMJP.


A sessão contou com a presença do vereador Marcos Henriques (PT) e representantes das secretarias municipais de Saúde e Educação, da Associação de Deficientes e Familiares (Asdef), da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), da Associação Pestalozzi da Paraíba, da Fundação Centro Integrado de Apoio ao Portador de Deficiência (Funad), do Centro de Referência Municipal para Inclusão da Pessoa com Deficiência, do Centro de Atividades Especiais Helena Holanda e da Associação Paraibana de Equoterapia.


A vereadora defendeu que os gestores públicos e os órgãos que trabalham com esse segmento tenham um olhar especial sobre o tema. “Essa é uma causa e missão da minha vida. A pessoa com deficiência tem o direito de ir e vir, tem direito à acessibilidade, à escola inclusiva e a uma saúde de qualidade. Tem direito a qualidade de vida”.


Já o vereador Marcos Henriques exaltou o trabalho realizado pela vereadora em prol dos idosos e das pessoas com deficiência e dispensou apoio irrestrito a causa através de seu mandato.


A secretária adjunta da Saúde, Ana Giovana Medeiros, falou sobre algumas ações direcionadas aos segmentos em relação a área em que atua: formação de grupo operativos para capacitar idosos a ter mais autonomia e conseguir melhor qualidade de vida, Centro de Referência Municipal para Pessoas com Deficiência com mais de 1600 atendimentos ao mês, e o Centro de Reabilitação Municipal com trabalho na área de fisioterapia e ortopedia.


Já a coordenadora do curso de Libras da Secretaria Municipal de Educação, Rosângela Ferreira de Melo, destacou o trabalho dos cuidadores nas escolas inclusivas e o avanço com os novos professores de Libras que estão atuando no município.


Por sua vez, a vice-presidente da Asdef, Carolina Vieira, ratificou a necessidade de fortalecer o debate em torno da questão dos idosos e das pessoas com deficiência. “Precisamos ser lembrados o tempo todo. Estamos solicitando da prefeitura a formatação da ficha catalográfica (tabulação) da localização de todos os serviços de saúde voltados para as pessoa com deficiência para facilitação de seu atendimento. Necessitamos ser ouvidos sempre”, disse.


O assessor técnico da Funad Hellosman Oliveira falou que os estatutos formatados para os dois segmentos são um avanço. “Os estatutos do idoso e da pessoa com deficiência são formatos de políticas públicas que poderão ser construídas com esses documentos. Precisamos viver com cidadãos plenos e com qualidade de vida”, destacou.

Assessoria 


Mais uma cartada para tentar se reeleger: Temer discute reajuste maior para o Bolsa Família

Na tentativa de construir uma marca social neste ano de eleições, o presidente Michel Temer pretende dar um aumento ao Bolsa Família maior que o defendido pela equipe econômica.
Com a alegação de que não há espaço orçamentário para um reajuste robusto, a Fazenda e o Planejamento têm defendido conceder um aumento de 3%, pouco superior à inflação oficial do ano passado, que fechou em 2,95%.
O percentual, no entanto, é considerado insuficiente pela equipe política de Temer, que tem pressionado por um reajuste de no mínimo 5%, que permita ao governo federal colher dividendos eleitorais com o anúncio.
Em conversas reservadas, o presidente tem admitido que pretende conceder um reajuste superior a 3%, mas pondera que só tomará a decisão após reunião na quinta-feira (26) com a equipe econômica.
O receio do Palácio do Planalto é que uma simples correção inflacionária possa ser usada por candidatos adversários como argumento de que o MDB fez pouco pela área social.
No ano passado, com o mesmo discurso sobre a falta de recursos, o Bolsa Família não teve reajuste. A ideia inicial era conceder um aumento de 4,6%, como uma maneira de tentar diminuir rejeição do governo, mas foi freado pela equipe econômica.
Para este ano, o presidente chegou a discutir incluir no percentual de reajuste um adicional por conta da valorização do botijão de gás, que em dezembro teve alta de 16,39% em relação ao mesmo mês do ano anterior. O plano, contudo, foi abandonado.
Com uma reprovação de 70%, como mostrou o Datafolha, o presidente tem articulado uma candidatura à reeleição para ficar em evidência e evitar que seu mandato perca apoios político e econômico antes do final do ano.
O anúncio do reajuste do Bolsa Família faz parte do pacote eleitoral montado pelo Palácio do Planalto para tentar viabilizar pelo menos o presidente como um fiador do processo eleitoral.
DISPUTA
A ideia é que o aumento seja comunicado em cerimônia no Palácio do Planalto ou em pronunciamento oficial no 1º de Maio, Dia do Trabalhador.
A previsão inicial era que o reajuste fosse concedido em março, mas ele foi atrasado devido à queda de braço entre as equipes econômica e política do governo.
O Planejamento chegou a defender no início do ano que não fosse dado nenhum aumento em 2018. O Desenvolvimento Social, contudo, discordou e defendeu um valor entre 5% e 10%.
Além do aumento, o Palácio do Planalto discute dar um bônus mensal a famílias que tenham filhos matriculados em cursos técnicos ou profissionalizantes e um complemento para beneficiários que realizarem trabalho voluntário.
O Desenvolvimento Social chegou a propor ainda ao presidente que implemente uma política de valorização do programa social em longo prazo.
A ideia é que o Bolsa Família tenha reajuste obrigatório quando houver aumento anual da inflação de alimentos no país. Com informações da Folhapress.

Paraiba.com.br


Senado aprova projeto que destina ao SUS 30% da arrecadação com multas de trânsito

O Senado aprovou nesta terça-feira (24) um projeto de lei que destina 30% da receita arrecadada com a cobrança de multas de trânsito para o financiamento do Sistema Único de Saúde (SUS).
Como se trata de uma proposta que teve origem no Senado, o texto será encaminhado agora para análise da Câmara dos Deputados.
O projeto altera o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) para incluir o financiamento do SUS entre as destinações das receitas das multas.
Atualmente, o Código prevê que a receita arrecadada com a cobrança das multas de trânsito será aplicada, exclusivamente, em sinalização, engenharia de tráfego, de campo, policiamento, fiscalização e educação de trânsito.
Além de incluir o SUS dentre as destinações das receitas das multas, o projeto também inclui no CTB que o percentual repassado será de 30%.
O projeto modifica também a Lei Orgânica da Saúde para estabelecer que os recursos ficarão no local onde foram arrecadados e também proíbe que União, estados, Distrito Federal e municípios utilizem tais verbas para cumprir o percentual mínimo de investimentos em saúde.
G1 


TJMG mantém condenação em segunda instância de Eduardo Azeredo por 3 votos a 2


O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) rejeitou hoje (24) mais um recurso que o ex-governador de Minas Gerais Eduardo Azeredo (PSDB) havia protocolado na segunda instância. A decisão abre caminho para que o político venha a ser preso em decorrência do caso conhecido como mensalão tucano.
O placar final foi de 3 a 2 pela rejeição do pedido. Participaram do julgamento desta terça os cinco desembargadores que compõem a Quinta Câmara Criminal do TJMG: Júlio César Lorens, Pedro Vergara, Adilson Lamounier, que votaram pela rejeição; e Alexandre Victor de Carvalho e Eduardo Machado, que votaram pela aceitação.
Os desembargadores decidiram, porém, que uma eventual ordem de prisão de Azeredo somente será expedida após esgotados todos os recursos no TJMG, o que ainda não ocorreu. Cabem também apelações a instâncias superiores.
Azeredo foi condenado pelos crimes de peculato e lavagem de dinheiro pela primeira vez em dezembro de 2015, quando foi sentenciado a 20 anos e 10 meses de prisão. Ele teve a condenação confirmada pela segunda instância, pelo placar de 2 a 1, em agosto do ano passado, quando a pena foi reduzida para 20 anos e um mês.
Nesta terça-feira, foram negados os embargos infringentes, tipo de recurso que é interposto quando a decisão que confirma a condenação em segunda instância não é unânime.

Denúncia

Ex-governador de Minas Gerais e ex-presidente nacional do PSDB, Azeredo foi denunciado por crimes cometidos durante sua campanha de reeleição ao governo mineiro em 1998. Ele perdeu o pleito para Itamar Franco (PMDB).
Segundo a acusação, Azeredo desviou cerca de R$ 3 milhões de três estatais mineiras: a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), a Companhia Mineradora de Minas Gerais (Comig) e o extinto Banco do Estado de Minas Gerais (Bemge).
Os recursos foram transferidos para empresas do publicitário Marcos Valério, operador do esquema, segundo a denúncia. Os valores foram destinados ao patrocínio do evento Enduro Nacional da Independência, mas a movimentação ocorreu sem nenhuma licitação nem formalização de contrato administrativo.

Renúncia

A denúncia foi oferecida pela Procuradoria-Geral da República (PGR) em 2009, quando Azeredo era senador, com foro privilegiado no Supremo Tribunal Federal (STF). Em 2010, ele foi eleito deputado federal e exerceu o mandato até renunciar, em 2014, pouco depois de a acusação apresentar as alegações finais no caso. Após a renúncia, o STF remeteu o processo para a Justiça mineira, onde foi retomado da estaca zero.
Marcos Valério também é réu no processo, mas ainda não foi condenado. Atualmente, ele cumpre pena de 37 anos em regime fechado por seu envolvimento em outro esquema, julgado na Ação Penal 470, conhecida como processo do mensalão, no qual foi condenado pelos crimes de corrupção ativa, peculato, evasão de divisas, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha.
Agência Brasil 


Incêndio em poço de petróleo deixa mortos e feridos na Indonésia

Pelo menos 10 pessoas morreram e 19 ficaram feridas, nesta quarta-feira (25), por causa de um incêndio em um poço de petróleo, na província de Aceh, na ocidental ilha de Sumatra, na Indonésia, de acordo com informações das fontes oficiais. O fogo também destruiu cinco edifícios.
O acidente aconteceu na madrugada durante o processo de extração em um jazida da região de Pasir Putih, afirmou o porta-voz da Agência Nacional de Gestão de Desastres, Sutopo Purwo Nugroho.
"O incêndio não foi extinto", afirmou o porta-voz, em uma série de comunicados onde também disse que os bombeiros trabalham para apagar as chamas, que estavam fora de controle.
As autoridades abriram uma investigação para esclarecer as causas do fogo.
Bairros no entorno do poço foram isolados.
As autoridades informaram ainda que o número de mortos pode aumentar.
A região oriental de Aceh tem inúmeros pontos de extração de petróleo, mas muitos deles são ilegais, explorados por moradores.
G1 


Arrecadação registra alta real de 3,95% e tem o melhor março desde 2015

A arrecadação com impostos, contribuições e demais receitas teve alta real (acima da inflação) de 3,95% em março e chegou a R$ 105,659 bilhões, informou nesta terça-feira (24) a Secretaria da Receita Federal.
Foi o maior valor para meses de março desde 2015, ou seja, em três anos. No mesmo mês do ano passado, a arrecadação federal somou R$ 101,648 bilhões (valor corrigido pela inflação).
Esse também foi o quinto mês consecutivo em que a arrecadação federal teve crescimento real frente ao mesmo período do ano anterior.
A última queda, neste caso, foi em outubro do ano passado, mas o resultado foi influenciado pela receita extra com a chamada "repatriação", em outubro de 2016.
A alta da arrecadação acontece em um momento de reaquecimento da economia, que saiu da recessão no ano passado – quando o Produto Interno Bruto (PIB) registrou um crescimento de 1%, depois de dois anos de recessão. A expectativa para este ano é de uma alta de 2,75% a 3% no PIB.
Além disso, a Receita Federal também informou que foi registrada uma arrecadação extra de R$ 1,074 bilhão por conta do Refis, parcelamento para devedores, em março deste ano, contra R$ 400 milhões no mesmo período do ano passado.
A arrecadação extra sobre os combustíveis, cuja tributação subiu em julho do ano passado, rendeu outro R$ 1 bilhão a mais em março deste ano.

Primeiro trimestre

No acumulado do primeiro trimestre deste ano, a arrecadação total somou R$ 366,401 bilhões, com crescimento real de 8,42% na comparação com o mesmo período do ano passado. Também foi a maior arrecadação para o período desde 2015, isto é, em três anos.
A Receita Federal informou que cresceu, nos três primeiros meses deste ano, a arrecadação do IRPJ e da CSLL (+2,18% em termos reais, para R$ 67,998 bilhões), da Cofins (13,54%) – por conta do aumento do volume de vendas e do reajuste das alíquotas sobre combustíveis.
Além disso, também houve, em fevereiro, recolhimento extraordinário de R$ 1,4 bilhão relativos nestes tributos a operações envolvendo venda de ativos de empresas.
O Fisco também observou que houve crescimento real na arrecadação previdenciária (+2,65%) devido ao crescimento do emprego formal na economia, da massa salarial e dos parcelamentos. Houve, ainda, um aumento da arrecadação do Imposto de Importação (+20,8%) e do IPI-Vinculado (+21,9%) por conta do aumento do dólar, que encarece os produtos importados.

Meta fiscal

O comportamento da arrecadação é importante porque ajuda o governo a tentar cumprir a meta fiscal, ou seja, o resultado para as contas públicas. Para 2018, a meta em vigor é de déficit (resultado negativo) de até R$ 159 bilhões.
No ano passado, o rombo fiscal somou R$ 124 bilhões. Foi o quarto ano seguido de rombo nas contas públicas e o segundo pior resultado da história.
Houve, entretanto, melhora frente ao déficit primário de 2016, que atingiu o recorde de R$ 161,27 bilhões (valor revisado), o equivalente a 2,6% do PIB.
A consequência de as contas públicas registrarem déficits fiscais seguidos é a piora da dívida pública e impactos inflacionários. A previsão do governo é de que as contas do governo retornem ao azul somente em 2022.
G1 


Deputado confirma conversas de Maranhão com Damião Feliciano e aposta em aliança com PP e PSC

O deputado estadual Raniery Paulino (MDB) confirmou nesta terça-feira (24) conversas do senador José Maranhão (MDB) com o deputado federal Damião Feliciano (PDT) visando uma aliança entre emedebistas e pedetistas para as eleições de outubro na Paraíba. Para ele, tanto o PDT, quanto o PP e o PSC priorizam a chapa proporcional.
“Maranhão conversou com o deputado Damião. Naturalmente se encontram, são parlamentares federais, e no meu entendimento, a prioridade do PDT é a reeleição do deputado Damião Feliciano, a do PSC é de eleger Leonardo Gadelha, Renato Gadelha, assim como o PP e o ingrediente que se tornou atrativo e que antes afugentava é a chapa proporcional”, observou.
O parlamentar ainda ironizou a definição do PSDB e do PSD que optaram por apoiar a pré-candidatura de Lucélio Cartaxo (PV) ao governo do estado. Raniery se referiu à postulação como a ‘chapa de Brasília’.
Ainda de acordo com ele, a exclusão de partidos da oposição na conversa que ocorreu na capital federal beneficiou o senador José Maranhão.
“A candidatura do senador José Maranhão tem dialogado com todos os partidos, falando sobre os projetos da Paraíba e os partidos que não estiveram na chapa de Brasília, naturalmente, estão com a possibilidade de buscar entendimentos com o MDB, a exemplo do PR, PDT, PSC e PP”, declarou.
Paraiba.com.br


FOTOS DA NAÇÃO QUE SE DESTACARAM













POSTADO ÇPOR FERNANDO COUTINHO
NAÇÃORURALISTA.COM.BR


Líder comemora vitória de Ricardo no TSE e alfineta Cássio: “RC já venceu em cinco ou seis turnos”

O deputado estadual Hervázio Bezerra (PSB) comentou na manhã desta quarta-feira (25), durante o programa Café Com Notícia, da TV Master, que está muito feliz e que a decisão do Tribunal Superior Eleitoral não foi surpresa para ninguém. O líder do governo ainda ressaltou que o TSE só fez justiça, e o senador Cássio Cunha Lima (PSDB), não tem o que ‘inventar’, fazendo assim com que Ricardo tenha um governo sem problemas com a oposição.
“Deu a justiça. O bem sempre se sobrepõe no final. Ontem o relator deu uma verdadeira aula. Com certeza a Paraíba inteira viu que o governador que se quer, saiu para disputar uma carreira no senado, tendo grandes chances, mas decidiu ficar em nome de uma Paraíba melhor, em nome do partido, para o bem de todos. Nós estamos muito felizes, não foi surpresa, prevaleceu o bom senso, a verdade e a justiça”, disse.
Hervázio ainda comentou que o governador Ricardo Coutinho já venceu o senador Cássio Cunha Lima em cinco ou seis turnos, fazendo referência as vitórias do socialista também nos tribunais, como a de ontem no Tribunal Superior Eleitoral que rejeitou por 6 a 1 recurso da coligação de Cássio que pedia a cassação de Ricardo.
“O governador da Paraíba já venceu em cinco ou seis turnos. Realmente, essa oposição é a oposição que Ricardo Coutinho pediu a Deus. Totalmente incompetente e que não consegue pautar um tema irrelevante, pra que faça com que a Paraíba cresça ainda mais”, arrematou. POSTADO POR FERNANDO COUTINHO - NAÇÃORURALISTA.COM.BR


JP e mais 26 cidades têm 60 dias para implantarem ponto eletrônico

O Ministério Público Federal (MPF), em João Pessoa, protocolou nove ações civis públicas, com pedidos de liminar, para que a Justiça Federal determine a 27 municípios da Paraíba que, dentro de 60 dias, implementem e exijam o uso do controle eletrônico biométrico de frequência para os servidores públicos vinculados ao Sistema Único de Saúde (SUS).
Outras tentativas de solução extrajudicial foram feitas aos municípios, para que providenciassem a instalação e regularização do funcionamento do ponto eletrônico dos profissionais. A primeira em julho de 2014, onde o MPF recomendou que os municípios adotassem mecanismos de controle e transparência no SUS, fiscalizando o cumprimento dos horários dos profissionais da saúde, principalmente médicos e odontólogos.
De acordo com a determinação do MPF, fica estipulada uma multa diária de R$ 5 mil, tanto ao município como direta e pessoalmente ao seu gestor, pelo não cumprimento da medida, ou valor que a Justiça entender adequado.
Os municípios acionados pela Justiça são: Alhandra, Bayeux, Baía da Traição, Caaporã, Caldas Brandão, Capim, Conde, Cruz do Espírito Santo, Cuité de Mamanguape, Curral de Cima, Itabaiana, Itapororoca, Jacaraú, João Pessoa, Lucena, Marcação, Mari, Mataraca, Mogeiro, Natuba, Pedras de Fogo, Pedro Regis, Pitimbu, Riachão do Poço, Rio Tinto, Santa Rita e Sapé, todos localizados na área de atribuição do MPF na capital do estado.
Também foi solicitado às emissoras de rádio e televisão que veiculassem notas nos meses de outubro e novembro de 2016, com o teor da recomendação ministerial. A última tentativa foi em setembro de 2017, o MPF reforçou as duas recomendações, no entanto, os municípios não cumpriram as recomendações.
Intervenção judicial
Conforme apresentado na ação, os municípios demandados demonstraram ser coniventes com o descumprimento da carga horária no serviço de saúde, causando prejuízo à adequada prestação do serviço de saúde e dos interesses da União, “que injeta recursos para financiamento do SUS nos municípios, utilizados, inclusive para pagamento de pessoal”, cita o MPF. “Desse modo, diante da recalcitrância da administração dos municípios demandados em instalarem o controle eletrônico de frequência dos profissionais de saúde, afigura-se necessária a intervenção do Poder Judiciário para determinar o cumprimento da medida, garantindo a plena realização do interesse público e do direito fundamental à saúde” argumenta o Ministério Público. POSTADO POR FERNANDO COUTINHO - NAÇÃORUALISTA.COM.BR


Rebanho de vacas causa acidente com trem na Grande João Pessoa

0
   
COMPARTILHE
Um trem teve sua tubulação danificada após atropelar uma vaca na madrugada desta quarta-feira (25), no bairro de Tibiri, na cidade de Santa Rita, que fica na região metropolitana de João Pessoa.
De acordo com a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), o trem número 2 da linha Santa Rita atingiu um animal que estava nas proximidades da via férrea em rebanho com outras vacas. Segundo o órgão, o motorista ainda acionou os freios de emergência, mas não conseguiu evitar o choque com um dos animais que acabou morrendo embaixo dos trilhos.
Moradores da região retiraram os restos do animal morto e duas viagens da locomotiva foram canceladas devido ao incidente. Ainda segundo a CBTU, os serviços já foram normalizados. postado por  FERNANDO COUTINHO - NAÇÃORURALISTA.COM.BE



Oposicionista diz que não vê problemas em abrir diálogo com João Azevedo: 'Estamos livres'

A deputada estadual Daniella Ribeiro (PP) afirmou nesta terça-feira (24) que não vê problemas de seu partido conversar com o pré-candidato a governador pelo PSB, João Azevedo (PSB), após as desistências das pré-candidaturas dos prefeitos Luciano Cartaxo (PV) e Romero Rodrigues (PSDB).
“O diálogo foi entre o pré-candidato João Azevedo e não vejo nenhum problema conversar com quem queira conversar”, avaliou.
Ela também confirmou que tem dialogado com o senador e pré-candidato a governador pelo MDB, José Maranhão, e destacou a força do parlamentar no estado.
Apesar de ter demonstrado insatisfação com a escolha de Lucélio Cartaxo (PV) para disputar o governo do estado, ela admitiu abrir entendimentos com o irmão do prefeito da Capital.


“Vamos ouvir Lucélio para ouvir o que ele pensa, o que ele pretende apresentar à Paraíba. O Progressistas, assim como os demais partidos que não foram ouvidos, está livre para fazer a sua escolha”, concluiu.

Paraiba.com.br


Manoel Jr nega rompimento com Cartaxo, mas diz que PSC foi excluído de conversas sobre chapa

O vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Júnior (PSC), negou estremecimentos na relação com o prefeito Luciano Cartaxo (PV), mas afirmou que seu partido não foi ouvido sobre a formação da chapa majoritária da oposição.
“Não existe rompimento nenhum, até porque não tenho motivos para romper com Luciano Cartaxo. O prefeito faz as escolhas do ponto de vista partidário. O meu partido reivindica ou reivindicava uma vaga para o Senado, mas não foi convidado para opinar”, disse.
As declarações do ex-deputado ocorrem um dia após o secretário de Articulação Institucional da Prefeitura de João Pessoa, Paulo Paiva, aliado de Manoel Júnior, colocar o cargo à disposição do prefeito.
Manoel Júnior seria o nome do PSC para disputar o mandato de senador ao lado de Cássio Cunha Lima (PSDB).

Paraiba.com.br


Ciclista morre após bater de frente com carro na BR-101, no Litoral da Paraíba

Um homem de 48 anos que estava em uma bicicleta morreu após bater de frente com um carro no quilômetro 99 da BR-101 na noite desta terça (24).
De acordo com testemunhas o acidente aconteceu próximo à entrada do município de Conde e a vítima estava na contramão.
Com o impacto do acidente a bicicleta ficou retorcida e o parabrisa do carro destruído.
Ainda segundo testemunhas o homem estava indo ao trabalho. Ele morreu na hora.

Paraiba.com.br


Polícia prende suspeito de tráfico de drogas e investiga ligação dele com desmanche de veículos em CG

Uma ação conjunta das Policias Civil e Militar, por meio da Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio (Roubos e Furtos), Rotam do 10º BPM e Divisão Regional de Inteligência (DRI) de Campina Grande, resultou na prisão, na manhã desta terça feira (24), de Wellington Duarte Pontes, 25 anos, no Bairro da Glória I, na zona leste da cidade. Ele é suspeito de praticar os crimes de tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo.
Os policiais estavam no bairro realizando um levantamento para identificar um possível desmanche de veículos roubados que foi denunciado por meio de uma informação anônima feita para o número 197 do Disque Denúncia. Durante o monitoramento nas ruas, os policiais surpreenderam o investigado, que vinha guiando uma moto. Wellington recebeu a ordem para parar e durante a revista foram encontrados dentro da mochila dele uma pistola 380 municiada e cerca de 2 quilos de cocaína.
Wellington foi preso no local e seguiu em diligência com os policiais para a casa dele. No local, foram realizadas várias buscas. Dentro de um veículo que estava estacionado na garagem, foi achado mais um quilo de cocaína. Na residência também foram apreendidos sacos para embalar drogas, uma balança, dinheiro, munições calibre 380 e várias peças de carros e motos. O material foi levado para a Delegacia.
O suspeito foi ouvido e está recolhido na carceragem da Central de Polícia no Catolé aguardando pela audiência de custódia. “Vamos continuar as investigações porque existe uma suspeita que no local funcionaria um desmanche de veículos roubados e furtados. Outros suspeitos já foram identificados e também serão indiciados”, disse o delegado Victor Melo.
Secom-PB 


Casal é conduzido à delegacia após polícia encontrar feto enterrado em quintal

Um casal foi conduzido à delegacia na tarde desta terça-feira (24) suspeito de praticar dois abortos. O caso mais recente teria ocorrido em fevereiro deste ano e o feto teria sido enterrado no quintal da casa do casal, que reside na Zona Rural de Mamanguape
De acordo com o Major Alberto Filho, o outro aborto teria ocorrido no ano passado e a dupla teria jogado outro feto no sanitário, que desceu pelo encanamento do vaso.
O caso será conduzido a partir de agora pela Delegacia de Mataraca e os dois responderão o inquérito em liberdade.
O DNA do material encontrado hoje deverá ser solicitado durante a tramitação do processo.

Paraiba.com.br


Polícia desarticula fábrica ilegal de armas em Queimadas

A Polícia Civil, por meio do Núcleo de Homicídios e do Grupo Tático Especial da 11ª Delegacia Seccional de Queimadas, distante 146 km de João Pessoa, prendeu em flagrante, na tarde desta terça feira (24), Adriano da Silva Nascimento pela prática do crime de comércio ilegal de arma de fogo.
Os policiais civis receberam, por meio de uma denúncia anônima feita para o número 197, Disque Denúncia da Secretaria de Estado da Segurança e Defesa Social (Sesds), a informação de que um homem conhecido como ‘Neguinho’ estava fabricando e consertando armas na cidade de Queimadas. A pessoa ainda repassou para a polícia as características físicas do suspeito e a localidade que ele morava.
Os agentes de investigação realizaram um levantamento na localidade indicada e encontraram a casa do investigado, que fica no Sítio Sulapa, na zona rural da cidade. Foi realizada uma campana para observar a movimentação e só depois de confirmar uma movimentação suspeita, os policiais entraram na residência e descobriram que no local existia uma espécie de oficina para fabricação ilegal de armas.
Adriano foi preso e encaminhado para a Delegacia. Durante as buscas realizadas na casa dele, os policiais apreenderam 10 espingardas, acessórios para a fabricação e conserto de armas e uma máquina de solda. “Esta foi mais uma ação repressiva da Polícia Civil que contou com o apoio da população, que denunciou através do telefone 197. Estas informações repassadas de forma anônima são muito importantes para as investigações”, concluiu o delegado Cristiano Santana.
Secom-PB


PROXIMA → INICIO

Editorial